Explosão no Porto de Beirute, no Líbano

Nesta terça-feira, 04/08, o Líbano passou por uma situação crítica. Em virtude de um incêndio que começou no silo de trigos do porto de Beirute e se estendeu até o pavilhão que continha toneladas de nitrato de amônia, houve uma explosão que deixou cerca de 100 mortos, 4 mil feridos e pessoas soterradas e desaparecidas. Até o momento, ainda há fumaça no local. Aos redores, há escombros, fachadas de edifícios destruídas e muitos veículos amassados. Já nesta quarta-feira, 05/08, o Líbano decretou luto nacional.

Explosões no Porto de Beirute, Líbano

Eram aproximadamente 18h na cidade local (12h em Brasília), uma primeira explosão no Porto de Beirute acontece, seguida de uma coluna de fumaça cinza que não cessava. Nos primeiros momentos, todos souberam que havia um incêndio. O fogo que iniciou no setor que armazenava trigos e demais cereais — suprimentos essenciais da pirâmide alimentar dos libaneses — e acabou se alastrando. Em um outro momento, uma segunda explosão sucede, dessa vez, uma cortina vermelha de chamas é vista, parecida com a explosão de uma bomba nuclear e, novamente, outra coluna de fumaça é soprada. A última detonação foi em decorrência das 2.750 toneladas de nitrato de amônia (utilizando na composição de fertilizantes e fabricação de explosivos, altamente inflamável se aquecido).

Leia sobre os principais produtos importados do Líbano.

Em comentários feitos por residentes da região, foi possível sentir os prédios tremerem e vidros quebrarem. O estouro foi tão forte que os sensores do USGS (Serviço Geológico dos Estados Unidos) apontaram que eram um terremoto de magnitude 3,3. Moradores do Chipre conseguiram sentir a potência e tremor ocasionados pelo estrondo.

Para ilustrar:

Imagem: Reprodução.

Nitrato de Amônia: o que é?

Nitrato de amônia é como um sal granulado, que é inodoro e solúvel na água. A sua função é ser utilizado como base de criação para fertilizantes, uma vez que é rico em nitrogênio. Embora ele não seja perigoso por si só, é preciso ficar atento quando entra em contato com outras substâncias ou situações que mudem o seu estado, como o aquecimento, por exemplo. O nitrato já foi o sujeito de muitos acidentes industriais.

Porto de Beirute onde fica

O acidente aconteceu em um dos armazéns da zona portuária. Imagens de satélite mostram como era o porto do Líbano antes da explosão desta terça-feira (4).

O Líbano, oficialmente denominado República do Líbano, fica ao extremo leste do Mar Mediterrâneo, localizado na Ásia Ocidental.

 

Cenário de calamidade no Líbano

Passando por crises resultantes de instabilidade política e infectados de COVID-19, os hospitais e demais apoios de saúde não estavam preparados para um acontecimento dessa intensidade, fazendo com que fosse necessária uma corrida contra o tempo para atender os afetados pela explosão. Corpos espalhados pelo chão estão sendo recolhidos de ambulância, a Cruz Vermelha afirma que está fazendo o possível para amenizar ao máximo os efeitos, helicópteros despejam água na finalidade de conter as chamas.

“Dei uma volta por Beirute. Os danos podem chegar a entre US$ 3 bilhões e US$ 5 bilhões”, conta Marwan Abboud, governador de Beirute.

Além dos feridos, há a preocupação dos mantimentos, vide que 85% da alimentação dos cidadãos estavam no galpão que explodiu. Antes mesmo do acontecido, a crise fez com que o preço dos alimentos subissem mais de 150%, fazendo com que uma em cinco famílias tivessem que abandonar uma das refeições diárias. Cerca de 250 mil pessoas estão desabrigadas.

Navio brasileiro em Beirute

Estando no mar do Líbano, a Fragata Liberdade foi mencionada com muita preocupação. Em um comunicado oficial da Marinha do Brasil, foi informado que todos os tripulantes estão bem e que o navio não estava próximo à explosão.

“A Marinha do Brasil informa, com relação à explosão ocorrida em Beirute, hoje, que todos os militares componentes da Força Tarefa Marítima (UNIFIL) da MB estão bem e não há feridos. A Fragata Independência encontra-se operando no mar, normalmente. O navio estava distante do local onde ocorreu a explosão. Outras informações serão passadas tempestivamente.” Centro de Comunicação Social da Marinha

Leia sobre os principais produtos exportados para o Líbano.

 

E aí, gostou deste artigo? Então, inscreva-se no nosso blog e fique por dentro das novidades de Exportação, Importação e Drawback. 😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

Conheça as 7 novidades do Novo Processo de Importação