Importações dos Emirados Árabes: saiba mais

Falaremos hoje sobre um processo muito importante para o nosso país. As relações de Importações dos Emirados Árabes. Conheça os principais produtos importados deste país com importantes acordos comerciais com o Brasil.

Os Emirados Árabes Unidos são grandes produtores de petróleo e gás, localizam-se numa região geograficamente estratégica entre África, Europa e Ásia. Fazem parte do Conselho de Cooperação do Golfo. 

Com alto grau de abertura comercial e a melhor infraestrutura do Oriente Médio, o país tem como uma de suas características a de ser distribuidor de produtos para os países aos arredores da região. Entretanto, isso não diminui a relação de comércio exterior dos Emirados Árabes com outros países, como por exemplo o Brasil.

Quer conhecer mais sobre as Importações brasileiras dos Emirados Árabes? Então vem comigo. 😉

Importações dos Emirados Árabes: conheça

Importações dos Emirados Árabes: principais produtos

Segundo levantamentos realizados pelo Comex Sat, em 2020, os principais produtos importados dos Emirados Árabes foram:

  1. Óleos combustíveis de petróleo
  2. Alumínio
  3. Demais produtos – Indústria de transformação
  4. Enxofre
  5. Polímeros de etileno, em formas primárias

Confira a relação completa dos produtos que o Brasil comprou em 2020 dos Emirados Árabes na imagem a seguir:

Importações dos Emirados Árabes: produtos

Pode-se perceber que as atividades econômicas dos EAU concentraram-se na indústria (principalmente a de extração de petróleo) e serviços. Esses setores significaram, respectivamente, 55% e 44% do PIB do país. Já as importações de bens e serviços representam 77,7% da economia dos Emirados Árabes.

Confira nosso artigo sobre os Principais Portos do Oriente Médio. Nele, nós contamos um pouco mais sobre os complexos portuários da região, entre eles o Porto de Dubai, nos Emirados Árabes.

Balança comercial entre o país árabe e Brasil

Em 2020, o valor que o Brasil gastou na compra de produtos dos Emirados Árabes é de US$ 734 milhões. No ranking de importações, os Emirados Árabes ocuparam o 37º lugar.

Só para exemplificar, até abril de 2021, o Brasil aponta um superávit de US$ 371,3 milhões, isso significa que foram exportados mais produtos para os Emirados Árabes do que importados do país. Entretanto, o país Saudita atualmente ocupa o 33º lugar no ranking de exportações.

Veja agora os dados completos da balança comercial de 2021 conforme imagem abaixo:

Importações dos Emirados Árabes: dados

Os Emirados Árabes desenvolvem sólidas políticas econômicas (incluindo as comerciais) para aumentar o crescimento e diversificar a economia para além do petróleo. Tais políticas também são direcionadas para a atração de investimento local e externo, a fim de aprofundar o desenvolvimento econômico.

Vale ressaltar que, a implementação da política comercial dos Emirados Árabes Unidos é de responsabilidade direta do Ministério da Economia e do Planejamento, em coordenação com outros ministérios federais, órgãos relacionados ao comércio aduaneiro e departamentos locais. 

Confira nosso artigo sobre as Exportações para os Emirados Árabes.

Qual a importância do Comércio Exterior?

Uma das principais vantagens do Comércio Exterior é a possibilidade de importar mercadorias não existentes no país. Esse investimento é muito benéfico, pois garante um diferencial competitivo para as empresas que comercializam esses produtos internacionais no Brasil.

O mesmo vale para a exportação. Existem mercadorias que temos em grandes volumes no país, como é o caso dos produtos de origem agrícola. Os granéis agrícolas, como a soja, o milho e o trigo, são produzidos em grande escala no país, e a exportação contribui muito para a economia nacional.

Por fim, separamos alguns artigos que falam das importações brasileiras para outros países.

Conheça nossos outros textos sobre importações, são eles:

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

🎯 Encontre Prestadores de Serviços de Comércio Exterior: Acesse o Portal de Empresas de Comex.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.