Cotação da Libra: Entenda melhor

No nosso artigo de hoje, nós vamos falar então sobre a cotação da libra, já falamos aqui no blog em outros artigos da cotação do dólar e a cotação do euro confira também.

A Libra já é usada há muito tempo, seu uso teria iniciado no século 7, período da Inglaterra anglo-saxã, mas foi só no ano de 928 que o primeiro monarca da Inglaterra, a adotou como primeira moeda oficial.

Libra esterlina

A libra é a moeda oficial do Reino Unido, sendo ela então uma das moedas mais antigas do mundo. Na antiguidade a moeda era tão valorizada que moedas valiam muito.  A primeira moeda da unidade de libra apareceu, todavia, apenas em 1489, com o rei Henrique VII, e era chamada de soberano.

Já as primeiras notas começaram a circular depois da criação do Banco da Inglaterra e eram escritas à mão. Mais tarde, vieram as moedas de ouro e de cobre.

Claro que com o passar dos anos o valor da libra foi mudando, ainda mais por ela ser tão antiga como é, registrando assim grandes inflações ao longo dos séculos. Entre os anos de 1750 e 1998, os preços aumentaram 118 vezes.

Uma curiosidade sobre a libra é que ela pode ser emitida por mais de um banco.

Libra comercial x Libra turismo

Libra comercial

Libra turismo

É usado na cotação da bolsa de valores, nas negociações feitas no exterior entre empresas e pelo governo. A cotação que a gente vê nos sites de economia e nos telejornais é então a da libra comercial. Ela precisa ser mais acessível, ou seja, mais baixo. Além de ser usada, obviamente, para suas viagens ao exterior, é então a cotação dele que vale também para as compras no cartão de crédito que você utiliza em países que utilizam a libra como moeda oficial.

A libra turismo é sempre maior que a libra comercial por ser usado apenas para consumo. Pode ser até 8% mais cara que a libra comercial.

Impostos na hora da compra da Libra

Quem compra libra já deve saber que, todavia, quando se compra a moeda é necessário pagar por impostos como o IOF (Imposto sobre Operações Financeiras) sobre o valor.

  • Dinheiro vivo: o IOF é de 1,1% sobre o valor total da moeda então comprada; 
  • Cartão de débito: o IOF é de 6,38% sobre o valor total com que o cartão foi carregado; 
  • Cartão de crédito: o valor é convertido para dólar, o IOF é 6,38% sobre o valor da compra em dólares.

O que faz a Libra subir ou cair

  • Cair: Um dos principais motivos para a queda do libra é a quantidades de ofertas no mercado interno fazendo assim com que a cotação da moeda caia. Isso normalmente acontece quando os juros estão altos, então isso acaba por atrair mais investidores o que faz com  que a moeda tenha mais circulação.
  • Subir: O contrário acontece aqui, com poucas ofertas, a demanda se torna então menor. Isso pode acontecer por conter juros baixos e inflação alta, o que faz com que os investidores acabem se afastando.

É sempre bom lembrar que as cotações divulgadas nos meios de comunicação ,são, então, aquelas cotações cobradas na venda de moeda para viagem e em transações comerciais, porém as instituições cobram em cima destes valores uma taxa pelo serviço.

Você pode conferir a cotação da libra pela internet, o site UOL mostra em tempo real a cotação.

Moeda Libra no Siscomex

A Libra é uma moeda bastante usual nas operações de Comércio Exterior. Portanto, a moeda negociada deve ser informada nos Documentos de Importação e Exportação, bem como no Siscomex.

Para tanto, há uma Tabela Padrão, chamada Tabela Siscomex onde o operador de Comex encontra os respectivos Códigos das Moedas Estrangeiras. Um das formas de acesso à Tabela Siscomex é o Sistema Tabelas Aduaneiras.

No Siscomex a Libra Esterlina é o Código 540.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.