Estados que mais importam no Brasil

Recentemente escrevemos um artigo sobre os principais produtos importados pelo Brasil, já no conteúdo de hoje veremos quais estados brasileiros que mais importam e se destacam dentro do Comércio Exterior.

O que você vai ver hoje:

  • O que é importação;
  • Estados que mais importam no Brasil; e
  • Características de cada estado em sua colocação.

O que é a Importação?

Importação se refere a compra de produtos, bens ou serviços vindos de outros países, óbvio que nenhum país é autossuficiente em tudo e para isso precisa importar o que falta abastecendo, assim, suas áreas que são carentes de determinados produtos,  assim, como acaba exportando aquilo que produz para esse fim e aquilo que sobra dentro do seu país fazendo com que tenha giro de capital.

Principais Estados que Mais Importam

Quais os estados brasileiros que maior taxa de importação:

  1. São Paulo;
  2. Rio de Janeiro;
  3. Santa Catarina;
  4. Paraná;
  5. Amazonas;
  6. Rio Grande do Sul;
  7. Minas Gerais;
  8. Bahia;
  9. Espírito Santo; e
  10. Pernambuco.

Vamos conhecer a lista dos estados que mais importam

1) São Paulo 

São Paulo, aparece como primeiro colocado nas importações já alguns anos. Ele é um dos principais estados que importa produtos manufaturados, sendo o equivalente à 36,80% das compras externas brasileiras. Para os produtos básicos, a participação paulista corresponde a cerca de 17,47% do total importado pelo País.

2) Rio de Janeiro 

Aparece em segundo lugar, o Estado do Rio de Janeiro, que, apesar de ter fechado 2017 e 2018 em terceiro. RJ acabou subindo uma colocação, assumindo o lugar de Santa Catarina que vinha em segundo. Segundo dados da SECINT fechou Agosto de 2019 com 11,4% das participações na importação.

3) Santa Catarina 

Aparece em terceiro lugar, o Estado de Santa Catarina. A principal razão da sua posição são os incentivos fiscais, SC tem sido foco de investimentos para empresários e quando o assunto é importação, o Estado se torna uma verdadeira referência!

Os vantajosos incentivos e benefícios fiscais concedidos pelo Governo do Estado são  principais razões para empresários de vários portes e dos mais diversos segmentos terem se instalado aqui. Representa 9,5% do total das importações.

A intenção é justamente a oportunidade de usufruir das concessões fiscais asseguradas juridicamente e que com certeza fazem diferença na importação e nos negócios.

4) Paraná 

Paraná aparece em quarto lugar, e assim como Santa Catarina, as facilidades fiscais são os principais fatores para a utilização do estado como importador tornando o estado o quarto com maior volume de importação no Brasil.

5) Amazonas

Amazonas vem logo em seguida apesar de todos os debates após a crise sofrida pelas queimadas do ano de 2019, onde as importações pela Amazonas foram bastante questionadas, os dados trazidos pelo SECINT mostram até agosto de 2019, o que significa que pode haver mudanças consideráveis até o final do ano.

6) Rio Grande do Sul 

Rio Grande do Sul fica com a sexta colocação, importando principalmente de países como Argentina, China, Estados Unidos, entre outros. Fica com 5,5% do total das importações brasileiras.

7) Minas Gerais

Minas Gerais vem na sétima colocação e representa 5% do total de importações feitas pelo Brasil.

8) Bahia

Bahia vem logo a, seguir representando 4% do total de importações brasileiras. O porto de salvador operado pela CODEBA tem posição estratégica por se encontrar a meio caminho da Rota do Mercosul.

9) Espírito Santo 

Vem na nona posição o estado do Espírito Santo.  O estado teve uma queda significativa nos últimos anos segundo dados da Comex Vis, em 2007 chegou a sexta posição, mas acabou caindo nos anos seguintes.

10) Pernambuco 

Pernambuco ocupa a décima posição, pelo Porto do Recife cerca de 329,9 mil toneladas de produtos passaram pelo ancoradouro nos três primeiros meses do ano de 2019.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

Baixe o E-book "7 Novidades do Novo Processo de Importação"