Como adaptar o produto para a Exportação

O seu produto tem boa aceitação no mercado interno? Se sim, será que isso significa que você tem mais possibilidades de ter êxito no mercado externo? A resposta é: nem sempre!

Antes de pensar nos mercados, faça uma reflexão sobre como adaptar o produto para a exportação. Verifique se o seu produto é naturalmente competitivo, ou seja, se tem qualidade, design, inovação e preço e se é diferenciado.

É oportuno fazer uma pesquisa em sites como o do INPI ou da Organização Mundial da Propriedade Intelectual para tentar conhecer ‘o estado da arte’ do produto. Nada é mais concreto que verificar se o Brasil exporta produtos similares ao seu, quanto exporta e para onde exporta.

O ideal seria visitar a feira internacional mais importante do seu setor para tirar dúvidas a respeito de como o produto se posiciona no mercado internacional. É claro que, muitas vezes, é necessário primeiro analisar o mercado e depois o produto, pois, dependendo da resposta, pode-se mudar o segundo.

Mencionamos a seguir os principais critérios para adaptar o seu produto na hora de exportar:

Possíveis exigências do mercado interno

Possíveis mudanças a efetuar

Menor grau de competência técnica  Simplificação do produto
Nível do poder aquisitivo Mudança na qualidade e no preço
Nível da taxa de juros Mudança na qualidade e no preço (investimentos na qualidade podem não ser convenientes financeiramente)
Normas sobre manutenção periódica Mudanças nas margens de tolerância técnica (para bens de capital) 
Diferenças de normas, usos e dimensões Mudanças estruturais no produto

Para que possamos definir com mais propriedade as eventuais mudanças no seu produto na hora de exportar, procure refletir sobre os itens do checklist a seguir:

Como adaptar o produto para a Exportação

  • Os benefícios que o produto apresenta no então mercado interno terão a mesma atratividade no mercado externo?
  • Quais são as especificações e as normas técnicas que o produto deverá ter?
  • Eventuais modificações no produto exigirão então uma qualificação diferente da equipe interna da empresa?
  • Será necessário mudar ou qualificar os fornecedores para o produto na hora da exportação?
  • Possui um diferente grau de segurança exigido no uso do produto?
  • Existem restrições ao tipo de matéria prima ou insumos que você utiliza (tipo proteção do ambiente) que exigiriam mudar algo no produto?
  • Possíveis mudanças climáticas que possam influir no uso ou consumo do produto? Por exemplo: alimentos exportados para países tropicais ou países nórdicos.
  • Será necessário mudar o produto em razão de aspectos culturais?

Mais alguns itens para levar em consideração:

  • Será possível exportar o produto completamente fabricado e embalado em nosso país ou será necessária uma montagem local, para reduzir os custos de importação?
  • A logística a ser utilizada para a exportação vai requerer mudanças ou desmontagem do produto? (Supondo que você exporte móveis ou equipamentos)
  • Serão necessário ajustes ergonômicos? (Por exemplo, se você exportar móveis para países onde a estatura física das pessoas é muito diferente)  
  • Normas diferentes para a homologação do produto, vão requerer alterações do mesmo.
  • Se o seu produto requer peças de reposição (caso você vá exportar uma máquina, por exemplo) e no país de destino não tem os mesmos fornecedores que você tem no mercado interno, será que terá que mudar alguns componentes?   
  • O produto poderá se beneficiar de eventuais acordos bilaterais, reduzindo, assim, os custos de importação?
  • Os produtos concorrentes têm o mesmo tratamento em relação a taxas e impostos?
  • Os volumes e as frequências previstas de exportação estão dentro da capacidade industrial da empresa?
  • Como se apresentam os principais produtos dos concorrentes?
  • A marca do produto poderá ser a mesma?
  • Quanto o transporte influirá na competitividade final do produto?
  • Há novas normas de segurança a serem observadas?
  • Há uma rede especializada para a manutenção do produto no mercado selecionado?
  • Que tipo de serviços pré e pós-venda o cliente normalmente procura?
  • O produto precisa de uma embalagem, etiquetas ou rotulagem diferente?
  • Dependendo da concorrência existente no mercado de destino, será preciso adaptar o seu produto aos produtos da concorrência?

Alguns exemplos de como adaptar o produto para a exportação

Na Fig. 2:  O empresário queria exportar as bolsas da foto (produto sem valor agregado, sem desenho, etc.). Adaptou então a linha de produtos destinados à exportação.

Na Fig.3: Um produtor de aquecedores de ambientes, mudou então radicalmente o produto, seja para reduzir o peso, seja para colocar um bom conteúdo de desenho.

Na fig.4: Um pequeno artesão frequentou todavia um curso de desenho e criou produtos para a exportação.

Na fig.5: Um produtor de joias, também graças ao fato de ter visitado feiras internacionais e feito um curso de desenho, acabou por mudar e muito seu estilo de produto.   

Enfim, quando você vai decidir em como adaptar o produto para a exportação, procure responder à essas perguntas:  

  • O que faz o seu produto ser diferente dos demais?
  • Qual a vantagem para o seu cliente?
  • Porquê alguém vai comprar seu produto?

Nos sites das instituições de promoção, você poderá encontrar muitas pesquisas de produtos. Entre outros, consulte esses sites www.mdic.gov.br, www.intracen.org/;  www.cbi.nl;  www.trademap.org http://www.aprendendoaexportar.gov.br/index.php/adequando-os-produtos

E ai, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 2 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Resumo

E-book: Guia da Declaração Única de Exportação (DU-E)

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.