Exportação de Celulose

A gente já falou de alguns produtos brasileiros famosos pela sua produção, como o milho e a soja, pois hoje vamos falar de mais um destes produtos que é a Celulose.

A Celulose já apareceu em alguns dos nossos artigos aqui do blog por ser um dos principais produtos exportados do nosso país.

A Celulose é encontrada todavia em árvores e por isso é usada principalmente na fabricação do papel. 

Vem comigo e vamos conhecer mais um pouco do assunto.

Exportação de Celulose no Brasil

As exportações de produtos florestais somaram então US$ 5,6 bilhões no primeiro semestre de 2019, com alta de 2,9% frente ao mesmo período do anterior. Em valores, entre janeiro e junho de 2019 as exportações de celulose cresceram então 3,1%, as de papel aumentaram 4,1% e às painéis de madeira diminuíram 8,8%.

A Exportação de celulose para China em 2019 – o mais importante destino do setor de celulose brasileiro -totalizou US$ 3,3 bilhões (Valor FOB).

 

Todos os dados aqui usados tem por base o site Comexstat e são do período de janeiro a dezembro de 2019.

 

Para Onde vai as Exportações de Celulose do Brasil:

Vejamos agora principais destinos da celulose no ano de 2019:

País de destino

Valor FOB US$

China 3,3 Bilhões 
Estados Unidos 1,19 Bilhão 
Países baixos 640,9 Milhões 
Itália  626,43 Milhões 
Japão 182,79 Milhões 
Alemanha 182,03 Milhões 
França 178,15 Milhões 
Espanha 159,79 Milhões 

Fonte: Comexstat no período de Janeiro a Dezembro de 2019. 

História da Celulose no Brasil

O setor de celulose brasileiro vem, todavia, se destacando mundialmente, especialmente nas últimas três décadas que foi quando o uso de papel ficou maior. Em 2012, o País ocupou então as primeiras posições em volume produzido e exportado. Com a concretização de novos grandes projetos no setor, a capacidade produtiva brasileira irá elevar-se significativamente.

O uso da Celulose

Conforme o tipo de papel a ser produzido, a celulose é submetida a tratamentos especiais, antes de ser processada na fábrica de papel. Quando se destina à escrita, por exemplo, precisa ter um padrão específico, capaz de ser absorvente e áspera o suficiente para o uso de lápis e caneta. No caso das embalagens, os principais objetivos são rigidez e resistência.

A celulose chega à fábrica de papel em placas. Depois, é então misturada à água em equipamentos chamados hidrapulper semelhantes a liquidificadores gigantes para a formação de uma massa e segue a partir daí para a fabricação do produto ao qual se destina.

Mas o uso não fica restrito apenas ao papel, também é usada na fabricação de certos tipos de plásticos, vernizes, filmes, seda artificial e diversos produtos químicos.

Qual o futuro da Celulose no Brasil

O cenário global tem sido positivo para o setor de celulose no Brasil. Segundo levantamento da Indústria Brasileira de Árvores (Ibá), as exportações do setor aumentaram todavia 10,7% em 2018, atingindo 15,8 milhões de toneladas fabricadas. E a expectativa é que o mercado continue então crescendo nos próximos anos. Projetos que visam então à ampliação de plantios, de fábricas e novas unidades são da ordem de 14 bilhões até 2021. 

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.