Cabotagem: Saiba mais

No artigo de hoje falaremos sobre o termo cabotagem que nada mais é do que a movimentação de cargas entre os portos de um mesmo país. Vem Saber mais sobre o tema, conhecer as vantagens e desvantagens da Cabotagem e como ela funciona. 

Vamos lá!

São Tópicos:

  • O que é cabotagem;
  • Vantagens e desvantagens;
  • História da cabotagem

O que é Cabotagem

A cabotagem se refere portanto ao movimento de cargas nacionais ao longo da costa marítima entre os portos locais. Ela não ocorre apenas nos portos do Brasil e sim em qualquer país, porém apenas na costa do próprio. Não ocorre apenas pelo mar como também pode ocorrer por lagos e rios. Pode também navegar em portos de diferentes países, sendo eles próximos como Brasil e Uruguai sendo chamado de cabotagem internacional.

É um importante modal sobretudo para abastecimento de regiões e escoamento de produtos, atendendo, por exemplo, às cargas granéis sólidas e líquidas: madeira que abastece indústrias de celulose, matéria-prima para indústrias químicas, entre outros. Também é um importante modal para o transporte de petróleo e derivados, para alívio das plataformas ou movimentação de combustíveis entre regiões.

Vantagens da Cabotagem

  • Redução de custos com frete e seguros;
  • Segurança da carga;
  • Baixa ocorrência de acidentes;
  • Menor risco com avarias e sinistros dos produtos;
  • Baixo impacto ambiental;
  • Acompanhamento eficiente da rota;
  • Menor número de caminhões nas estradas;
  • Alta capacidade de carga;
  • Cerca de 80% da população brasileira vive em até 200 km da costa litorânea.

Desvantagens da Cabotagem

  • Lentidão;
  • Rotas Limitadas;
  • Elevados preços dos combustíveis; e
  • Restrição ao capital estrangeiro.

História da Cabotagem

O termo deriva-se do sobrenome de Sebastião Caboto, um navegador veneziano do século XVI, que explorou o Rio Prata em busca da Mística Serra da Prata. O transporte de cabotagem foi muito utilizado principalmente na década de 30 no transporte de carga a granel, sendo o principal modal de transporte utilizado quando as malhas ferroviárias e rodoviárias apresentavam condições precárias para o transporte.

Ao final da década de 90, o aumento dos pedágios e a privatização das estradas contribuíram ainda mais para o aumento do frete rodoviário. Em 1990, algumas empresas iniciaram operações de transporte marítimo de contêineres por cabotagem na linha Santos – Manaus, na tentativa de viabilizar o modal aquaviário, que correspondia a 18,4% do total contra 56,0% do modal rodoviário. 

Curiosidades sobre a cabotagem

  • O transporte por Cabotagem chega sobretudo a consumir 8 vezes menos combustível para mover a mesma quantidade de carga que outros modais.
  • O Brasil é um País favorecido para a navegação. São cerca de oito mil quilômetros de costa, mais de 40 mil quilômetros de vias potencialmente navegáveis.
  • Existem 34 portos, e desse total 8 estão na região Sul, 5 na Norte, 10 na Sudeste e 11 na Nordeste.

A BNDES deixa clara que a cabotagem no Brasil tende a crescer muito até 2023, com a projeção de ganhar cada vez mais espaço, ele tem um custo bem menor e pode ser bastante vantajoso para diferentes setores.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.