Dia do Comércio Exterior: 28 de Janeiro

No nosso artigo de hoje, falaremos a respeito de uma data muito especial para os profissionais do Comex que é o Dia do Comércio exterior, vou aqui trazer um pouco da história e onde tudo começou.

Portanto, anote aí: 28 de Janeiro é Comemorado o Dia do Profissional de Comex. 

História do comércio exterior

Tudo começou no ano de 1808 e quando D. João VI chegou no Brasil com sua família vindo de Portugal.  No dia 28 de janeiro ele assina e decreta a abertura dos portos brasileiros.

O decreto de abertura dos portos permitia que estrangeiros exportassem produtos coloniais (açúcar, algodão, tabaco), com exceção do pau-brasil, e importassem mercadorias europeias, especialmente inglesas. Na época, estas transformações foram responsáveis por alterar as relações importação / exportação no Brasil, bem como por modificar a matriz de produtos movimentados. 

Porto do Rio de Janeiro no ano de 1808

Quais são as consequências do decreto assinado?

Uma das principais consequências foi que permitia que estrangeiros exportassem produtos, e alguns deles, ou os principais exportados, eram açúcar, algodão e tabaco. O único produto o qual foi proibido de ser exportado foi o Pau-Brasil. A importação também era bastante usada, principalmente para a importação de mercadorias vindas da Europa.

Após a assinatura do decreto e as novas regras, muitos portos foram atingidos, como Belém, São Luiz, Recife, etc. Isso tudo fez com que a atividade econômica brasileira aumentasse, pois houve a instalação de comerciantes europeus no Brasil e a facilidade em obter produtos europeus mudou alguns hábitos da população.

Todas essas transformações causadas pela abertura de portos acabou representando um grande passo para a emancipação do Brasil, por conta principalmente do crescimento da economia.

Fatos históricos sobre o Comércio Exterior

A seguir veja mais detalhes de alguns dos anos que se seguiram e alguns detalhes dos principais fatos ocorridos.

1808-1820

A corte portuguesa se estabeleceu no Brasil, em 1808. Em 28 de janeiro daquele ano, foi publicada a Carta Régia de Abertura dos Portos brasileiros às Nações Amigas. Com isso, o Brasil passou a exercer autonomia inédita sobre seu próprio Comércio Exterior.

1841-1850 

Em 1844, o governo brasileiro extinguiu o Tratado Comercial com a Grã-Bretanha. Esta medida aumentou o custo dos produtos importados, estimulando a instalação de algumas indústrias no país. As exportações de café aumentaram, mas a balança comercial ainda era desfavorável para o Brasil.

1851-1860 

Em 1960 ocorre o primeiro saldo positivo na balança comercial, principalmente por conta da exportação do café, que naquela década correspondia a quase 50% das exportações.

1901-1910

Nesta década, iniciou-se uma longa fase de expansão do comércio exterior brasileiro. A região Norte viveu o auge do ciclo da borracha e o Brasil respondia por 97% da produção mundial. Em 1906, foi colocado em prática o Acordo de Taubaté para manter em alta o preço internacional do café e garantir os lucros dos cafeicultores.

1991-2000

No início da década de 90, o Brasil implementou a abertura comercial com redução de tarifas de importação e reformulação dos incentivos às exportações. Os fluxos comerciais se intensificaram e foi criado o Mercosul. Nesta década também foi instituída a Organização Mundial de Comércio (OMC), organismo multilateral responsável pela regulamentação do comércio.

2015 até os dias atuais

O governo começa a automatizar os processos que envolvem as operações de importação e de exportação. O objetivo é tornar as ações mais ágeis e menos repetitivas. Com isso, obteve-se redução no tempo e nos custos das operações. Com o passar dos anos o comércio exterior avançou muito e tende a avançar ainda mais. A DU-E e a DUIMP são exemplos disso.

 

E aí? Gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre comércio exterior. 😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

E-book Grátis: 7 Novidades do Novo Processo de Importação