Exportação brasileira de algodão

Hoje falaremos de mais um produto bastante importante para a economia do Brasil que é o Algodão, ele foi um dos produtos mais exportados por alguns estados brasileiros em 2019 como: Maranhão, Bahia e Mato grosso. No ranking de produtos mais exportados pelo Brasil para outros países, em 2019, ficou na 19ª colocação

Exportações de Algodão

Em 2019 as exportações e a produção do algodão superaram as expectativas e bateram recordes. Gerou uma receita de US$ 2,6 bilhões, marca essa que superou 2018 em quase US$ 1 bilhão. 

Esse aumento nas produções e exportações do algodão se deve a alta demanda de alguns países os quais a gente vai conhecer mais a frente neste artigo.

De acordo com dados da Conab, a produção brasileira 2019 atingiu volume recorde de 1,61 milhões de toneladas, alta de 36% frente à anterior, impulsionada pela elevação de 37,8% na área cultivada.

2020 já começou com tudo e entre janeiro e fevereiro deste ano marcou uma receita de US$ 753 milhões e já foram exportadas 479 mil toneladas do produto

Atualmente, a produção mundial equivale a 25 milhões de toneladas. O maior exportador de algodão do mundo é os Estados Unidos, embora a China e a Índia sejam os maiores produtores, mas consomem a maior parte de sua produção internamente.

Para quais países o Brasil exporta Algodão

Confira a seguir quais são os principais para onde vão as exportações de algodão.

País de destino Valor FOB US$
China 820 milhões
Vietnã 356 milhões
Indonésia 335 milhões
Bangladesh 309 milhões
Turquia 238 milhões
Paquistão 181 milhões
Malásia 147 milhões
Coréia do Sul 76,2 milhões
Índia 66,1 milhões
10º Tailândia 39,7 milhões

A China foi o principal destino das exportações de algodão em 2019 com uma receita de US$ 820 milhões, e em porcentagem a 31% do algodão brasileiro vai para o país chinês. O Vietnã aparece como o segundo principal destino correspondendo a 13% das exportações do Brasil vão para o país, Indonésia também aparece com 13%.

Os estados que se destacaram nas exportações foram Mato grosso, Bahia e São Paulo.

História do Algodão no Brasil

Os índios já conheciam o algodão e dominavam o seu plantio desde antes do descobrimento do Brasil, sendo capazes de colher, fiar, tecer e tingir tecidos feitos com suas fibras. Eles convertiam o algodão em fios para a utilização na confecção de redes e cobertores, aproveitavam a planta na alimentação e usavam suas folhas na cura de feridas.

A produção comercial do algodão começou nos estados da Região Nordeste e o primeiro grande produtor foi o Maranhão que, em 1760, exportou para a Europa as primeiras sacas do produto. Até então, os produtores se dedicavam ao plantio do algodão arbóreo perene, de fibras mais longas. O plantio do algodão herbáceo, de fibra mais curta, porém mais produtivo, começou em São Paulo, que firmou como grande centro produtor por um período. Os altos custos das terras e a concorrência de outras culturas como a cana-de-açúcar e a soja, entretanto, forçaram a cultura a buscar novas áreas de plantio como Mato Grosso e Goiás.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.