Exportações de Animais Vivos

Você já ouviu falar sobre exportações de Animais Vivos? Então, é sobre esse assunto que falaremos hoje. 

Quando a gente fala sobre exportações de animais vivos, o Brasil é pioneiro em exportar principalmente gado vivo. Mas entre os principais animais temos também, porcos e aves.

No ano de 2019 ficou na 67ª colocação como produto exportado pelo Brasil e correspondeu a 0,2% das exportações. É o 6º colocado quando falamos de produtos relacionados a Agropecuária brasileira. 

Exportações de Animais

As exportações no ano de 2019 chegaram a um valor FOB de US$ 457 milhões, uma queda de mais de 20% se for comparado ao ano de 2018 quando haviam sido exportados US$ 621 milhões. Em torno de 181 mil toneladas foram principalmente para países como Turquia e Iraque, que são os países que mais importam animais vivos do nosso país.

O ano de 2020, até abril, já foram exportados US$ 92,1 milhões, tendo uma queda de 35% se for comparada ao mesmo período do ano 2018.

Principais destinos de Exportação de Animais Vivos

Conheça os principais destinos das exportações de Animais Vivos do Brasil:

Principais destinos de Animais Vivos % Valor FOB US$
Turquia 26 127 milhões
Iraque 20 89,2 milhões
Líbano 12 52,9 milhões
Egito 11 51,8 milhões
Jordânia 5,9 27,1 milhões
Argentina 4 18,2 milhões
Peru 3,6 16,5 milhões
Colômbia 2,8 13 milhões
Equador 2,7 12,5 milhões
10º Paraguai 2,1 9,45 milhões

A Turquia como já foi citado acima é o principal destino das exportações de Animais Vivos e correspondeu no ano de 2019 a 26% de todos os países para onde a mercadoria vai. Em valores a Turquia pagou US$ 127 milhões no produto.

Em seguida vem o Iraque, para onde também vai Animais vivos em grande quantidade e em valores, foram US$ 89,2 milhões.

👉🏼 Confira também os principais produtos exportados pelo Brasil.

Mas como fazer a Exportação de Animais? 

Existe hoje um processo já formalizado sobre como deve ocorrer essa exportação de animais e ela seria da seguinte forma:

Etapa 1 – Negociação

Quando você está negociando a mercadoria com o vendedor, é necessário que ele, envie para você a Fatura Proforma;

Etapa 2 – Documento de Carta de crédito

Nesta documento deve estar claro o valor que será pago pela encomenda comprada na Exportação de Animais. 

Etapa 3 – Emissão do Certificado zoosanitário Internacional (CZI)

Para contar com o CZI, é necessário acessar a página SISREC MAPA, informar os campos de maneira correta e após o preenchimento das informações, clique no botão consulta. 

Campos do Mapa

Etapa 4 – Realização da Vistoria do EPE

Ao longo do processo, será necessário que o EPE realiza uma vistoria. Essa vistoria irá avaliar condições do estabelecimento e no final da mesma, poderá sinalizar ele autorizará ou não o processo de exportação

Etapa 5 – Compra de materiais necessários

Após realizar esses procedimentos, será informado a existência da necessidade de comprar medicamentos para a exportação de animais. Essas informações estarão disponíveis, de acordo com o protocolo do país importador. 

Caso exista algum medicamento necessário de uso e que o mesmo não esteja indicado no CZI, é necessário informar o Fiscal Agropecuário Federal responsável no momento da operação. 

Etapa 6 – Aquisição dos animais

Para dar andamento ao processo de exportação dos animais, é necessário especificar a finalidade do gado que o país comprado permite e além disso a qualidade necessário da mercadoria. 

Etapa 7 – Procedimentos para a seleção no dia da Exportação

O Procedimento da Exportação de Animais deve começar já no início da manhã na chegada do colaborador que irá pesar os animais. O Pesador será designado pela empresa exportadora e ele deveria regular a balança antes, durante e depois da pesagem. 

Também é necessário identificar de forma individual e classificar os animais para o momento da exportação, segmentando eles em: 

  • Cruza brasileira;
  • Cruzamento Industrial; e 
  • Animais com chifre com no, máximo 15 cm.

Ainda será necessário o preenchimento do romaneio de pesagem e encaminhar eles para a empresa o quanto antes. O ideal é que após esses procedimentos o gado selecionado tenha o seu embarque efetuado de forma momentânea e seja apenas desembarco no EPE. 

Etapa 8 – Emissão da documentação pós embarque

Após a realização dos passos acima, é hora de emitir os documentos oficiais, a emissão de GTA que é a Guia de Trânsito Animal, um documento exigido para acompanhar animais em trânsito dentro do território nacional, já a nota fiscal deve ter a finalidade da exportação e o destino para o EPE. Importante lembrar que é necessário verificar normas nos estados que forem adquiridos os animais.

Etapa 9 – Chegada dos animais no EPE

Alguns países importadores é necessário que os animais passem por uma quarentena, este procedimento está estipulado no protocolo sanitário (CZI).

Para realizar essa quarentena o fiscal agropecuário federal deve fornecer um termo de abertura de quarentena  no momento da chegada do último animal e o fechamento do EPE.

Quando o gado chegar ao EPE, é necessário realizar alguns procedimentos como:

  • atualização diária da chegada do gado; 
  • descanso de 24 horas, 
  • identificação individual de cada animal, identificando informações como cadastro do animal dizendo a origem, nº de GTA e em que piquete foi alojado; e 
  • aplicação de medicamentos como vacinas de carbúnculo, respiratório e carrapaticidas.

Etapa 10 – Saída do gado do EPE

No momento em que os animais estarão saindo do EPE, é necessário encaminhar  a documentação deles ao Despachante Aduaneiro, onde ele dará andamento ao processo junto ao MAPA. 

Etapa 11 – Pós embarque

Após o embarque dos animais, é necessário realizar a limpeza e desinfecção do curral e dos piquetes onde os mesmos estavam. Além disso, é realizado o arquivamento de todos os documentos inerentes à saída do gado do EPE para fins de formalização junto ao processo de exportação de animais. 

Aqui vou deixar o site da MAPA que detalha com mais informações todas essas etapas do processo de exportação de animais

E aí, gostou deste artigo? Então, inscreva-se no nosso blog e fique por dentro das novidades de Exportação, Importação e Drawback. 😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.