Franchising: O que é?

Existem hoje no mercado muitas estratégias para a melhora da sua empresa, tanto em custos como em produtividade e a expansão do seu negócio precisa sempre ser levada em conta. Iremos neste artigo trazer algumas explicações sobre Franchising.

Franchising

Franchising é uma maneira usada para expandir o negócio, onde o dono de determinada marca permite o uso da mesma para a comercialização de produtos, é o mesmo que “clonar” uma marca com a autorização do dono seguindo a lei. Tanto o franqueador quanto o franqueado só tem a lucrar com o mesmo. 

Vamos a seguir analisar alguns detalhes do franchising e quais as funções tanto do franqueador quanto do franqueado então fique conosco.

Vantagens do franchising:

  • Permite ao franqueado administrar o seu próprio negócio;
  • O franqueado acaba se beneficiando pela marca já ser conceituada e com isso acaba se destacando em relação aos concorrentes;
  • Na maioria dos casos o franqueado não precisa se preocupar com a publicidade, pois o franqueador já faz isso por ele;
  • O custo de investimento acaba sendo menor afinal da marca já é conceituada no mercado e o mesmo não terá a necessidade de iniciar do zero;
  • Em alguns caso o franqueado e o franqueador podem entrar em acordo para que o franqueado tenha exclusividade em determinada área geográfica.

O franchising mostra pleno desenvolvimento, proporciona várias vantagens para ambos os lados, tanto para o franqueador quanto para o franqueado.

Traz uma marca já conhecida o que acaba facilitando na hora de iniciar um negócio.

Desvantagens do Franchising:

  • Muitas vezes a franquia exige uma forma de empreender o que faz com que o franqueado não tenha total autonomia no seu negócio;
  • A má gestão de uma franquia pode afetar todas da mesma rede; e
  • Existem algumas taxas que podem prejudicar o lucro do franqueado como a taxa de publicidade por exemplo;
  • O contrato de franchising pode prejudicar uma possível venda do negócio.
franchising

O mercado de franchising está em alta, pois possui baixo custo de investimentos e um estudo mostra que as chances de falência diminuem com uma franquia.

Função do franqueador:

  • Definir de forma clara o conceito tanto da marca quanto do negócio;
  • Testar o negócio na prática analisando a operacionalidade da marca;
  • Capacitar os franqueador de acordo com a marca;
  • Supervisionar e monitorar os franqueados de forma constante;
  • Estar prontos para ouvir sugestões a fim de dividir assim o conhecimento; e
  • Sempre compartilhar informações que sejam relevantes.

Função do franqueado:

  • Seguir o contrato de forma concisa, para não haver desentendimentos;
  • Respeitar o funcionamento da franquia dentro das estruturas discutidas no contrato;
  • Se comprometer a oferecer apenas os produtos que foram credenciados seguindo sempre a risca o que o franqueador solicita;
  • Pagar corretamente todas as taxas estipuladas;
  • O franqueado deve arcar com todos os custos operacionais (água, luz, telefone, etc.);
  • Cooperar com o franqueador em busca de melhores resultados; e
  • Manter o cuidado e o compromisso com a sua unidade, envolvendo a sua equipe, motivando e integrando dentro da empresa buscando assim o melhor resultado.

E aí? Gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

Baixe o E-book "7 Novidades do Novo Processo de Importação"