Impactos do dólar nas exportações

A forte oscilação do dólar americano afeta diretamente as importações e exportações brasileiras.

No artigo de hoje falaremos sobre os impactos causados pelo aumento no valor do dólar quando falamos de exportação.

A crise na economia fez com que o valor do dólar aumentasse consideravelmente. A alta acaba por afetar, a economia inteira, e isso pode ser um pote cheio para os exportadores.

Impactos do dólar na exportação

Para entender como o sobe e desce do dólar influencia a economia, é preciso adotar uma lógica simples: ganha mais quem recebe pagamentos em dólar, e perde quem tem custos a pagar na moeda americana. A alta ocorre em um momento de incerteza no cenário internacional em decorrência da pandemia do novo coronavírus.

É claro que exportadores veem a alta do dólar como uma oportunidade de lucrar ainda mais pois, quanto maior for o valor do dólar mais o exportador receberá pelo produto vendido, certo? Errado, claro que não é tudo perfeito, pois, dentro deste contexto do aumento é preciso considerar alguns fatores, tais como o custo do frete, seguro internacional, impostos, taxas e tarifas que também são cobradas em dólar tanto para quem importa, quanto para quem vende. Com a alta, muitos exportadores não estão conseguindo vender seus produtos dificultando na hora de gerar lucros.

Fonte: Uol

Aumento do dólar

A cotação do dólar operou em alta, principalmente no mês de março que fez chegar ao valor de  R$ 5.

Neste cenário em que o aumento da moeda bate recordes, o impacto surte sobre diferentes setores. Os principais fatores que acabam influenciando o aumento no dólar são, a instabilidade política e a presente indefinição do cenário eleitoral, além da alta dos juros nos Estados Unidos, que acontece porque os investidores optam por aplicar os recursos no país, considerando que a economia americana é mais estável e as taxas pagas estão melhores. A alta do dólar chega ao bolso do consumidor, considerando que o mercado importador encontra o aumento no preço das matérias-primas e repassa o acréscimo para o valor final dos produtos.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.