Importações de Adubos e Fertilizantes

Adubos ou Fertilizantes são produtos de extrema importância para o Brasil e por este motivo as suas importações são muito altas, o que faz com que este produto seja o 2º principal produto importado pelo Brasil no ano de 2019.

A necessidade do Brasil pelo produto é bastante alta, principalmente em estados do sul e do norte do país, onde há uma alta plantação de produtos como a Soja e o Tabaco.

O Brasil é o maior importador global de fertilizantes, em 2020 suas compras reduziram bastante, após os recordes batidos no ano anterior (2019).

Vamos agora ver mais do assunto. Pega seu café e vem comigo. ☕

Importações de Adubos e Fertilizantes: Saiba mais

As importações de Adubos e fertilizantes em 2019 bateram recordes, tendo sido o último recorde atingido somente em 2011. No ano de 2019 o Brasil desembolsou em valores US$ 9,1 bilhões na compra do produto, acréscimo de 6,1% se for comparado ao ano de 2018 quando haviam sido importados US$ 8,6 bilhões em Adubos e Fertilizantes.

Até junho de 2020 as importações de Adubos e Fertilizantes geraram um gasto ao Brasil de US$ 3,5 bilhões, valor menor que o mesmo período de 2019 quando haviam sido importados em valores um total de US$ 4 bilhões.

A queda na importação ocorre porque o país consumirá estoques comprados a preços favoráveis em 2019, ao mesmo tempo em que tem um ligeiro aumento na produção interna de fertilizantes em 2020 e deverá registrar alguma desaceleração no aumento da demanda de adubo no ano de 2020.

Mato Grosso, Rio Grande do Sul e Paraná são os principais estados brasileiros que importam Adubos e Fertilizantes de outros países.

Fonte: Uol

De onde vem os Adubos e Fertilizantes importados pelo Brasil

A seguir confira quais os principais países de onde o Brasil costuma importar Adubos e Fertilizantes.

Países de Origem % Valor FOB US$
Rússia 24 2,2 bilhões
Canadá 13 1,16 bilhão
China 7,7 706 milhões
Marrocos 7,5 687 milhões
Estados Unidos 7,3 666 milhões
Belarus 6,4 587 milhões
Israel 4,6 420 milhões
Arábia Saudita 4,1 374 milhões
Alemanha 4,1 373 milhões
10º Catar 3,4 314 milhões

Fonte: ComexStat

A Rússia é o principal país de onde o Brasil importou Adubos e Fertilizantes em 2019 e permanece sendo o principal em 2020. Em seguida vem o Canadá com participação de 13% nas importações, tendo sido importados do país US$ 1,16 bilhão no ano de 2019.

Confira na imagem:

Como importar Adubos e Fertilizantes

É necessário que a empresa deve estar registrada no Ministério da Agricultura como produtor ou importador de fertilizantes, corretivos e inoculantes. O produto também deve ter registro, com exceção dos insumos para pesquisa e experimentação, produto para uso próprio ou de cooperativas agrícolas e matérias-primas previstas no art. 15 da Instrução Normativa Mapa 10/2004.

A embalagem e a rotulagem dos produtos comercializados no Brasil, além de atender ao disposto no regulamento da Lei no 6.894, de 1980, e nas legislações complementares, deverão conter informações corretas, claras e precisas sobre suas características e qualidades, indicação e recomendação de uso, quantidade, garantia, origem e, quando for o caso, composição, cultura(s) a que se destina(m), dosagem, cuidados, restrições, precauções, contraindicações, incompatibilidades e riscos que apresentam à saúde humana, animal e ao meio ambiente. INSTRUÇÃO NORMATIVA Nº 53, DE 23 DE OUTUBRO DE 2013 (alterada pela IN MAPA nº 03 de 15 de janeiro de 2020).

E aí, gostou deste artigo? Então, inscreva-se no nosso blog e fique por dentro das novidades de Exportação, Importação e Drawback.  ?

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

Conheça as 7 novidades do Novo Processo de Importação