Importações do Reino Unido: Saiba Mais

No texto de hoje nós vamos abordar então o tema importações do Reino Unido

Vamos conhecer, então, quais são os produtos que normalmente são importados do Reino Unido para o Brasil

Recentemente, falamos sobre os Principais Produtos Exportados para Reino Unido, confira aqui no blog. 

O que o Brasil importa do Reino Unido

 

Produtos Importados Reino Unido

Valor FOB US$

Tubos flexíveis de ferro ou aço 232,9 Milhões
Medicamento para medicina humana e veterinária 200,5 Milhões
Demais produtos manufaturados 194,3 Milhões
Automóveis passageiros 150,87 Milhões
Inseticidas, formicidas e herbicidas 147,17 Milhões
Torneiras, válvulas e dispositivos semelhantes 124,7 Milhões
Compostos heterocíclicos, seus sais e sulfonamidas 102,63 Milhões
Uísques 75,98 Milhões
Instrumentos e aparelhos de medidas, verificação e etc. 61,01 Milhões
10º Partes e peças para veículos automóveis e tratores 35,5 Milhões

Acima podemos ver então a tabela com os 10 principais produtos que Brasil Importou do Reino Unido no ano de 2019, juntamente com os seus valores FOB. O nosso principal produto importado foi tubos flexíveis de ferro ou aço que representou então 10% de todas as importações, sobretudo, seguido de medicamentos para medicina humana e veterinária representando 8,6% das importações.

Para ilustrar:

Importações vindas do Reino Unido para o Brasil

As importações originadas do Reino Unido ficaram em 17º no ranking total das importações de janeiro a dezembro de 2019. O país importou em torno de US$ 2.326,54 Bilhões no ano de 2019, teve uma variação positiva se comparada ao ano de 2018 quando importou US$ 2,23 Bilhões.

A importação de produtos manufaturados representou inesperadamente mais de 95% do total das importações, deixando assim os produtos básicos com apenas 1,9% da participação.

Balança Comercial do Brasil vs Reino Unido

Confira abaixo a Balança Comercial do Brasil com o Reino Unido. Note que Exportamos mais do que Importamos durante o ano de 2019, portanto fechamos o ano com um Superávit de US$ 633,44 milhões. 

Fonte: ComexStat – Dados de Janeiro a Dezembro de 2019

Brexit

A saída do Reino Unido da União Europeia tem então muito a favorecer para a economia Brasileira, tanto quando falamos de importações quanto das exportações. Resumindo, com o Brexit haverá mais liberdade para negociar diretamente com o País Europeu sem ter de passar pela UE antes. Porém os benefícios para o Brasil não devem ser sentidos em um curto prazo e serão então percebidos ao longo do tempo.

 Economia do Reino Unido

  • Principais setores econômicos: indústria, tecnologia da informação, finanças, comércio e turismo.
  • Moeda: Libra Esterlina (símbolo £)
  • PIB no 1º trimestre de 2019: alta de 1,8% (em relação ao 1º trimestre de 2018).
  • PIB (nominal): US$ 2,825 trilhões (em 2018)
  • PIB per capita: US$ 43.000 (em 2018)
  • Posição no ranking econômico mundial: 10º (em volume de PIB de 2018)
  • Taxa de crescimento do PIB: 1,8% (em 2018)
  • Desempenho do PIB no 2º trimestre de 2019 (em relação ao 1º trimestre de 2019): queda de 0,2%.
  • Composição do PIB por setor da economia: serviços (80,5%), indústria (18,9%) e agricultura (0,6%) – (dados de 2018)
  • Força de trabalho (em 2019 – estimativa ): 34,1 milhões de trabalhadores ativos.
  • Taxa de desemprego: 3,8% (em maio de 2019)
  • Investimentos: 16,6% do PIB (no ano de 2017)
  • População abaixo da linha de pobreza: 9,1% (estimativa 2017)
  • Dívida Pública: 90,4% do PIB (ano de 2017)
  • Dívida Externa: US$ 8,22 trilhões (em dezembro de 2017)
  • Taxa de Inflação: 2,6% (ano de 2017)
  • Taxa de crescimento da produção industrial: 0,7% (em 2017)
  • Carga tributária (impostos e taxas): 38,4% do PIB (em 2017)
  • Principais produtos agropecuários produzidos: cereais, sementes oleaginosas, batata, verduras, peixes, bovinos, ovinos e aves.
  • Principais produtos industrializados produzidos: máquinas, equipamentos de energia elétrica, equipamentos de automação industrial, equipamentos ferroviários, construção naval, aviões, automóveis, peças de automóveis, produtos eletrônicos, equipamentos de comunicações, produtos químicos, tecidos e alimentos processados.
  • Principais parceiros econômicos (exportação): Estados Unidos, Alemanha, França, Irlanda e Holanda.
  • Principais parceiros econômicos (importação): Alemanha, Estados Unidos, China, França e Holanda.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior. 😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.