Secex: Erro no sistema do Serpro causou problema nos dados da balança comercial

 

Conforme informações do site Valor Econômico, um erro de programação no sistema do Serpro, responsável pelo Portal Único de Comércio Exterior, foi o que provocou uma subnotificação dos registros de exportações que afetou os dados da balança comercial desde setembro.

Na divulgação dos resultados da balança comercial referentes ao mês de novembro, o coordenador-geral de estatística da Secex, Saul Guerra, ressaltou que houve um erro na transferência de dados pelos sistemas de comércio exterior que o governo contrata do Serpro.

Os Exportadores, segundo ele, estavam fazendo os registros das operações normalmente, porém, os dados não estavam sendo integralmente transferidos.

Guerra, frisou: “Foi um problema na transmissão de dados”, acrescentando que em novembro se nota que não havia motivos justificados para que os registros de exportação estivessem tão baixos e, portanto, o Serpro foi acionado para fazer uma avaliação dos dados.

O Serpro em sua avaliação, identificou, que desde setembro, estava ocorrendo um erro de transmissão dos registros para Secex. Isso aconteceu devido ao elevado número de operações registradas pelo Portal Único de Comércio Exterior, que começou a funcionar este ano em substituição ao Siscomex.

Guerra explicou que o Portal Único de Comércio Exterior foi lançado em meados de 2018 e coexistiu com o Siscomex até o fim do ano passado. No início deste ano, o Siscomex foi desligado. “Só surgiu [o erro] quando chegou num volume de dados que foi em setembro”, destacou.

Segundo Brandão, estão sendo avaliadas as cláusulas contratuais para saber se cabe alguma penalidade ao Serpro por conta do erro.

Quanto a Balança Comercial, dados divulgados hoje pela Secex mostram que, em setembro, por exemplo, foram reprocessados de exportações US$ 20,289 bilhões, sendo que a informação anterior era de US$ 18,921 bilhões, uma diferença de U$ 1,368 bilhão

Nos três meses, essa diferença chegou a US$ 6,488 bilhão. Isso porque a informação anterior era de US$ 46,834 bilhões e, reprocessada, US$ 53,321 bilhões.

Tal erro, fez o ministro Paulo Guedes falar em privatização do Serpro.

O Banco Central foi notificado e também corrigirá os dados do setor externo com os novos números.

Fontes: Valor Econômico e Isto é

 

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

E-book Grátis: Conhecendo os novos Incoterms 2020