Impactos do Brexit na Exportação

A possível saída do Reino Unido da União Europeia, está gerando tensões na economia brasileira. de Janeiro a Julho deste ano, o Brasil Exportou para a União Européia mais de US$20,44 bilhões, segundo o Comexvis

Com a saída do Reunião da UE, é possível que resulte em prejuízos para as exportações brasileiras, o nosso país ainda prevê uma nova negociação com a Bruxelas e com Londres. Essa negociação irá abordar novas condições de vendas. 

Veja o que você verá hoje:

  • Entenda o que é Brexit;
  • Relação entre Brasil e Brexit; 
  • A divisão do Mercado entre as nações;
  • Relacionamento Comercial entre Reino Unido e Brasil; e
  • Compreenda o que é o Fator Agregado e suas categorias.

Continue comigo! 😉

O que é o Brexit

O que é o Brexit?

Brexit é a abreviação de ‘British exit, em português conta com a tradução literal de saída britânica. Este é o termo mais utilizado para falar sobre a decisão do Reino Unido de deixar a União Europeia.

Ele foi aprovado em um referendo em 23 de junho de 2016, quando os britânicos foram perguntados se o Reino Unido deveria permanecer ou deixar a União Europeia. Em 2016 ocorreu uma pesquisa com os britânicos, sobre se o Reino Unido deveria ou não, permanecer na UE.  52% dos Britânicos, contra 48%, opinaram que o país deveria deixar o bloco.

Relação Brasil e Brexit 

Algumas nações realizam as operações de importação  por meio de cotas com países parceiros e acontecendo essa divisão o brasil diminuiria as suas cotas. Os exportadores brasileiros salientam que o processo de divisão das cotas não é tão simples assim. 

Diferentes mercados

As cotas são baseados, não só em volume, mas também na quantidade do consumo. Para a maioria dos exportadores, as cotas também estão relacionadas ao  carregamento de carnes a um porto europeu significa que o produto irá, sem maiores custos, chegar ao mercado britânico.

A grande questão levantada pelo Brasil, é que nem Bruxelas e nem Londres forneceram informações sobre como funcionará o fluxo comercial de US$ 800 bilhões entre o mercado britânico e os 27 países do bloco europeu.

Um estudo realizado pelo Instituto Halle de Pesquisa Econômica (IWH), da Alemanha, que considera o cenário em 43 países, estima que quase 10 mil trabalhadores em território brasileiro poderiam ser afetados em dezenas de setores ligados às exportações, mas principalmente na agricultura, atividade em que o país se destaca como maior fornecedor da UE.

Relação Comercial entre Reino Unido e Brasil

De acordo com dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), a União Europeia e a Europa, possuem o posto de segundo principal destino das exportações brasileiras. 

Entre Janeiro e Julho deste ano as exportações chegaram ao valor de  US$ 20.436,32 Milhões, correspondendo ao total de 15,72% das operações realizadas. Já as importações, US$ 19.113,09 milhões, sendo responsável por 18,83% das operações. 

Indicadores Entre Brasil e União Europeia

Ainda dentro dos indicadores das operações de exportações do Brasil, o nosso país mais exporta:

Fator Agregado Valores
Produtos Básicos US$ 10,6 Bilhões 
Produtos Semimanufaturados US$ 3,73 Bilhões 
Produtos Manufaturados US$ 9,14 Bilhões 
Operações Especiais US$ 365,27 Milhões 

Fonte: Comes vis

Mas o que engloba cada uma dessas categorias?

Produtos básicos: Na categoria de Produtos Básicos, estão incluídos produtos de baixo valor, normalmente intensivo em mão-de-obra,cuja cadeia produtiva é simples e que sofrem poucas transformações, como:

Exportação de Frutas

Os produtos básicos, são então, aqueles que não possuem a tecnologia envolvida ou algum tipo de acabamento.  Só em 2018,49,7% , de tudo que foi vendido, se referem à itens básicos. 

Produtos industrializados: Esta categoria é dividida em semimanufaturados e manufaturados, uma vez mais considerando o grau de transformação. Semimanufaturados por exemplo, são produtos que já passou por alguma transformação, porém, ainda não estão na sua forma definida. 

Como por exemplo: 

  • Suco de laranja congelado; 
  • Óleo de soja refinado;
  • Açúcar refinado; 
  • Couro; e 
  • Outros.
Exportação a Granel

Já o manufaturado, são os produtos que normalmente possuem mais tecnologia ou seja, contém alto valor agregado. Como por exemplo: 

  • Televisor, 
  • Chip de computador,  e
  • Automóvel.
Exportação de Manufaturados

E ai, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

E-book Grátis: 7 Novidades do Novo Processo de Importação

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.