Importação de Trigo

Em 2019 a Importação de Trigo ocupou 29ª colocação no Ranking dos Principais Produtos Importados pelo Brasil. Se analisarmos apenas o Ranking das Importações de Produtos Básicos aí as importações de trigo estão na 4ª posição. Já as Exportações de Trigo não são tão relevantes assim para o Brasil, porém importantes, sua participação nas exportações totais do país foi de apenas 0,05%, conforme dados do MDIC.

São Paulo é um dos estados principais importadores do produto, seguido de Rio de Janeiro e Bahia.

No texto de hoje vamos conhecer um pouco mais do trigo e de onde ele costuma vir e principalmente como foi o ano de 2019 nas importações do produto. 

O que vamos ver no artigo hoje:

  • O que é o trigo;
  • História no Brasil;
  • Importação;
  • Projeção para 2020;

Vamos Lá! 😉

Importação de trigo no Brasil 2019

Hoje, o Brasil produz cerca de 6 milhões de toneladas, importando então mais 4 milhões para atender ao consumo de trigo no Brasil.

Apesar da alta produção brasileira do produto a importação é a marca oficial do produto entretanto motivos que levam a indústria a buscar no mercado externo o produto para consumo são a até então baixa oferta e a falta de qualidade.

A Abitrigo aponta que a demanda do trigo no país é de 11 milhões de toneladas quando o país produz em torno de 6 milhões de toneladas por ano, esse seria o então principal motivo das importações do trigo.

O grão produzido aqui no Brasil tem menos concentração de glúten do que o produzido em solo Argentino (Argentina é o nosso principal fornecedor de trigo) por exemplo, o que significa que mesmo que o Brasil produzisse mais de 11 milhões de toneladas por ano ainda assim teria de importar o produto.

Além disso, por ser um produto vendido basicamente no mercado interno, o agricultor tem então poucas oportunidades de venda com boa remuneração, como acontece com a soja e o milho.

Confira estes dados referente a Importação de Trigo no Brasil conforme dados do Comexvis, no período de Janeiro a Dezembro de 2019:

Importação do trigo em 2020

O Brasil está com expectativa de que cerca de 750 mil toneladas do trigo em 2020 sejam compradas sem a cobrança da Tarifa Externa Comum (TEC). Visto que em países dentro do Mercosul essa taxa já não é cobrada. O Brasil é até então um dos maiores importadores globais do produto e sem a cobrança da taxa a competitividade entre os países exportadores seria ainda maior.

De Onde vem o Trigo importado pelo Brasil

Confira a Lista dos principais fornecedores de trigo para o Brasil em 2019:

País de Origem

Valor FOB Importado

Argentina 1,24 Bilhão 
Estados Unidos 89,51 Milhões 
Paraguai 83,09 Milhões 
Uruguai 32,66 Milhões 
Canadá 27,53 Milhões 

Note que a Argentina é um dos nossos principais parceiros comerciais quando o assunto é importação de trigo. Observe que  USD 1,24 Bilhão das nossas Importações de Trigo foram oriundas da Argentina, isso representou 83% das Importações de Trigo do Brasil.

O que é o trigo

O trigo é um dos cereais mais cultivados e consumidos pelo mundo, ficando atrás apenas do arroz e do milho. Os grãos são usados para o consumo humano os quais são compostos principalmente por fibras, amido, celulose, e glúten.

Apesar de ser muito popular aqui no Brasil ele não é um alimento natural da América do Sul. Hoje em dia o Brasil é um dos maiores produtores do trigo para consumo próprio, sendo pouco exportado para fora, por conta da identificação do cereal ao terreno e clima do país. Essa situação também faz com que o trigo seja um dos principais ingredientes presentes na mesa do brasileiro e, portanto, essencial para a manutenção da saúde de muitas famílias.

Fonte: Abitrigo

História do trigo no Brasil

O trigo foi trazido em 1534 por Martin Afonso de Souza, porém o clima quente brasileiro acabou por dificultar o cultivo do cereal. O cultivo início em São Paulo, mas com o passar dos tempos foi se espalhando por outros estados Brasileiros. A partir da década de 40, as plantações de trigo começaram a expandir no Rio Grande do Sul e no Paraná, que se transformou no principal Estado produtor no Brasil. 

Pesquisas com sementes permitiram aumentar a área plantada e o rendimento da então cultura. 

 

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.