Importações da cidade São Paulo

Chegou o momento de falarmos da cidade mais populosa do Brasil e uma das mais populosas do mundo. Hoje, abordaremos as importações da cidade São Paulo, que alcançaram, entre janeiro e agosto de 2020, a 4ª posição no ranking de cidades brasileiras que mais importam.

Pegue uma xícara de café e confira os principais dados das importações do município São Paulo! ☕

Imagem: Fotografia. Cédric BRUN/Flickr.

Importações da cidade São Paulo

São Paulo fechou os 2/3 de 2020 com US$ FOB 5.115.9 milhões em importações, que configuram uma queda de -21,7% na receita de compras, fazendo com que, em relação ao mesmo período de 2019, São Paulo caia duas posições no ranking.

Entretanto, com essa queda nas importações, vemos uma redução no déficit das importações da cidade São Paulo, indo para US$ FOB -2.277,32 milhões. O déficit mostra que as exportações da cidade de São Paulo continuam inferiores ao número de compras.

Com relação em participação, a cidade São Paulo é responsável por 15,2% das importações de São Paulo (estado) e 5% das importações do Brasil.

? Inclusive, se você quiser saber um pouco mais sobre a importação brasileira, leia importação no Brasil: principais produtos importados.

Principais produtos importados da cidade São Paulo

Abaixo, confira a lista dos cinco principais produtos importados da cidade São Paulo:

  1. Óleos de petróleo ou de minerais betuminosos
  2. Medicamentos
  3. Sangue humano
  4. Aparelhos elétricos para telefonia
  5. Díodos, transístores e dispositivos semelhantes com semicondutores

Fazendo jus ao município, os produtos importados pela capital de São Paulo são diversos. O quadro de importações nos mostra mercadorias dos setores minerais, químicos, aparelhos, plásticos e suas obras, instrumentos para aparelhos de óticas, reino vegetal, entre outros.

Em primeiríssimo lugar, óleos de petróleo ou de minerais betuminosos, que configuram 14% das importações da cidade São Paulo, resultando em uma receita de US$ FOB 725 milhões.

Os medicamentos entram em segundo lugar no ranking, responsáveis por 3,6% das importações e gerando uma receita de US$ FOB 186 milhões.

Em terceiro lugar, sangue humano, correspondente a 3,3% das compras de São Paulo, que totalizam US$ FOB 169 milhões.

Aparelhos elétricos para telefonia ou telegrafia por fios aparecem em 4º lugar, com 3,1% de importações, com US$ FOB 158 milhões.

Em quinto e último, díodos, transistores e dispositivos semelhantes com semicondutores (posição 8541 da NCM, segundo Sistema Harmonizado) estão responsáveis por 2,6% das importações e resultam em uma receita de US$ FOB 135 milhões.

Abaixo, confira uma ilustração dos produtos importados entre janeiro e agosto de 2020:

Imagem: Ilustração. Comex Stat.

Entre 2019 e 2020, os produtos se apresentaram de forma parecida, porém, as porcentagens acabam variando, como, por exemplo, no ano passado foram observados os seguintes dados: óleos de petróleo (15%), aparelhos elétricos para telefonia (5,6%), medicamentos (3,5%), sangue humano (2,9%) e instrumentos e aparelhos para medicina (2,6%).

Origens dos produtos importados pelo município São Paulo

As origens das importações da cidade São Paulo são:

  1. Estados Unidos
  2. China
  3. Alemanha
  4. Argentina
  5. Japão

Em suma, os principais países de origem das importações são Estados Unidos (24%) e US$ FOB 1,23 bilhão; China (21%) e US$ FOB 1,091 bilhão; Alemanha (7,4%) e US$ FOB 379 milhões; Argentina (4,5%) e US$ FOB 230 milhões; Japão (4,2%) e US$ FOB 216 milhões.

E aí, gostou deste artigo? Então, inscreva-se no nosso blog e fique por dentro das novidades de Exportação, Importação e Drawback. ?

Resumo

Qual é a 4ª cidade importadora do Brasil?

São Paulo é a quarta maior cidade importadora do Brasil

Qual é o principal produto importado pelo município São Paulo?

O principal produto importado pela cidade São Paulo são os óleos de petróleo ou de minerais betuminosos

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

Conheça as 7 novidades do Novo Processo de Importação