IMPORTAÇÕES DA ARÁBIA SAUDITA | 10 produtos mais comercializados

Hoje, trataremos a respeito das Importações da Arábia Saudita. Veja também os 10 produtos que mais compramos, sua economia local, bem como a relação da balança comercial entre o país do Oriente Médio e o Brasil.

O Reino da Arábia Saudita é considerado por tamanho de território, o maior país árabe na Ásia e na Península Arábica, cerca de 2 150 000 km². Sua população é estimada em 16 milhões de cidadãos nativos, 9 milhões de expatriados estrangeiros e 2 milhões de imigrantes ilegais registrados. 

Quer conhecer mais sobre as Importações brasileiras da Arábia Saudita? Então pegue o seu café e venha comigo. 😉

Importações da Arábia Saudita: descubra

Importações da Arábia Saudita: principais produtos

Segundo levantamentos realizados pelo Comex Sat, em 2020, os principais produtos brasileiros importados da Arábia Saudita foram:

  Produtos importados da Arábia Saudita Valor FOB US$
Óleos brutos de petróleo 939 milhões
Adubos ou fertilizantes ✅ 309 milhões
Outras matérias plásticas ✅ 112 milhões
Óleos combustíveis de petróleo ✅ 47,0 milhões
Álcoois, fenóis ✅ 30,3 milhões
Demais produtos – Indústria de Transformação ✅ 27,4 milhões
Polímeros de etileno ✅ 26,5 milhões
Alumínio 16,3 milhões
Enxofre ✅ 12,8 milhões
10º Compostos de função nitrogênio ✅ 6,75 milhões

Fonte: ComexStat — Dados do Ano de 2020.

Com relação aos principais produtos importados da Arábia Saudita para o Brasil, a Indústria Extrativa sai na frente, seguido da categoria de Indústria de Transformação e Outros Produtos.

Veja agora a relação completa dos produtos importados da Arábia Saudita na imagem a seguir:

Importações da Arábia Saudita: produtos

Com a segunda maior reserva de petróleo e a sexta maior reserva de gás natural do mundo, a Arábia Saudita é classificada como uma economia de alta renda pelo Banco Mundial e possui o 19º maior PIB do mundo.

Balança comercial entre a Arábia Saudita e o Brasil

Até abril de 2021, o Brasil aponta um Déficit de US$ – 494,4 milhões, isso significa que foram importados mais produtos da Arábia Saudita do que exportados para o país. Entretanto, o país ocupa atualmente o 15º lugar no ranking de importações.

Já no ranking das exportações, a Arábia Saudita ocupa o 30º lugar dos países que mais compram produtos brasileiros.

Só para exemplificar, em 2020 a Balança Comercial entre os dois países nos apresentou, um Superávit de US$ 359,4 milhões, valor relativamente alto se comparado com outros países do Oriente Médio. Embora ainda tenha um importante campo a ser explorado nas relações do Comex.

O crescimento do volume dos bens com origem nos seguintes parceiros comerciais foram os principais responsáveis pelo aumento do volume total importado no Oriente Médio (- 17,5 %).

Escrevemos um artigo sobre as Importações no Brasil, nele você vai conhecer alguns dos principais produtos importados de outros países.

👉 Confira também nosso artigo sobre as Exportações para a Arábia Saudita!

Veja agora os dados completos da balança comercial de 2020 conforme imagem abaixo:

Importações da Arábia Saudita: balança comercial

Importações da Arábia Saudita: economia do país

A economia planificada da Arábia Saudita tira suas receitas majoritariamente do petróleo. Cerca de 75% das receitas orçamentais e 90% das receitas de exportação vêm da indústria de petróleo. A indústria petrolífera compõe cerca de 45% do produto interno bruto nominal saudita, em comparação com 40% do setor privado.

O país tem oficialmente cerca de 260 bilhões de barris de reservas de petróleo, compreendendo cerca de um quinto das reservas provadas totais do mundo. A Arábia Saudita é um dos poucos países em rápido crescimento econômico no mundo, com uma renda per capita relativamente elevada de 24 200 dólares 

Localização geográfica do país

Importante frisar que a Arábia Saudita ocupa cerca de 80% da Península Arábica e se encontra entre as latitudes 16° e 33° N e longitudes 34° e 56° E. 

A geografia da Arábia Saudita é dominada pelo Deserto da Arábia e por algumas áreas semidesérticas. Trata-se, na verdade, de uma série de desertos conectados e inclui 647 500 km² do Rub’ al-Khali na parte sul do país, a maior área de deserto de areia contíguo do mundo. Para ilustrar, confira o mapa do país africano na imagem a seguir:

Mapa do país

De fato, a Nigéria tem um grande potencial a ser explorado no comércio exterior brasileiro. Confira também nossos textos sobre as Exportações no Brasil e os Principais Portos Africanos.

2021: Exportações e Importações Brasileiras 

No ano de 2021, até o mês de Novembro, o Brasil totalizou um valor corrente de negociações no comércio exterior de US$ Milhões 454.996,8. 

Sendo US$ Milhões 256.028,3 de exportações, e US$ Milhões 198.968,5. Gerando um superávit de US$ Milhões 57.059,8.

O produto mais importado no ano de 2021 foi o “Adubos ou Fertilizantes Químicos”.

Quanto ao produto mais exportado no ano foi  “Minério de Ferro e seus concentrados” conforme dados do ComexStat.

Por fim, separamos alguns artigos que falam das importações brasileiras para outros países.

Conheça nossos outros textos sobre importações, são eles:

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.5 / 5. Número de votos: 4

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Resumo

Quais os principais produtos importados da Arábia Saudita?

Óleos brutos de petróleo, adubos ou fertilizantes, outras matérias plásticas, óleos combustíveis de petróleo, álcoois, fenóis, demais produtos - Indústria de Transformação, polímeros de etileno, alumínio, enxofre e compostos de função nitrogênio.

Qual a área total da Arábia Saudita?

A área total do território da Arábia Saudita é de 2 150 000 Km².

Qual o valor da balança comercial entre a Arábia Saudita e o Brasil?

Em 2020 a Balança Comercial entre os dois países nos apresentou, um Superávit de US$ 359,4 milhões.

leandro.sprenger

Empreendedor, Apaixonado por Tecnologia, Especialista em TI para Comércio Exterior e responsável pela criação de diversos sistemas de BI para Comex por mais de 12 anos. Co-criador da Plataforma de Ensino SimulaComex e do Sistema FComex.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.