Importações da Argentina

As importações brasileiras da Argentina em 2019 foram consideráveis o que, por ser um país vizinho ao Brasil torna tudo mais fácil nesse quesito. A Argentina é mais um país que faz parte do Mercosul o que facilita ainda mais o comércio entre os dois países. A Argentina é um país da América do Sul com uma área extensa que abrange montanhas dos Andes, lagos glaciais e pradarias nos Pampas, ocupadas tradicionalmente por seu famoso gado. O país é conhecido também por sua dança e sua música, o tango.

Além disso, a Argentina é um importante parceiro comercial do Brasil, em 2019 ocupou a 4ª colocação do Ranking das Exportações Brasileiras, veja nosso texto sobre Exportações para Argentina.

Neste artigo vamos descobrir quais são os principais produtos argentinos importados pelo Brasil.

Vamos lá!

Importações da Argentina

A Argentina foi o 3º país de onde o Brasil mais importou produtos no ano de 2019, o que acabou gerando um déficit de mais ou menos US$ 760 milhões o que significa que o Brasil importou mais produtos do que exportou para o país argentino. Em receita o saldo gerado para a Argentina foi de US$ 10,6 bilhões

Brasil e Argentina assinaram em setembro de 2019, em Montevidéu, o acordo comercial para o setor automotivo. O tratado prevê o livre comércio de bens automotivos, a partir de 1º de julho de 2029. Isso irá trazer ainda mais benefícios para os dois países que irão assim importar e exportar ainda mais automóveis.

Em comparação ao ano anterior (2018) as importações tiveram uma queda de 4,5% 

Principais produtos importados da Argentina 

Confira a seguir os principais produtos que foram importados pelo Brasil da argentina no ano de 2019.

Principais produtos importados da Argentina Valor FOB
Veículos automóveis para transporte de mercadorias 2,6 bilhões
Veículos automóveis passageiros 1,32 bilhão
Trigo 1,24 bilhão
Demais produtos – Indústria de Transformação 418 milhões
Partes e acessórios dos veículos automotivos 416 milhões
Legumes, raízes e tubérculos, preparados ou conservados 268 milhões
Produtos hortícolas, frescos ou refrigerados 245 milhões
Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos 222 milhões
Polímeros de etileno, em formas primárias 196 milhões
10º Alumínio 186 milhões

Fonte: Comexstat – janeiro a dezembro 2019

Como podemos ver os dois primeiros colocados nas importações vindas do país argentino são automóveis o que nos lembra do novo acordo assinado que facilitará na hora de importar os mesmos. Eles renderam bilhões para a economia Argentina em 2019. 

Economia Argentina

Apesar da grave crise econômica pela qual o país passou no início da década, atualmente a economia do país apresenta inflação moderada, recordes no superávit comercial e recuperação dos investimentos.

A economia Argentina é baseada principalmente na agricultura e na pecuária. A produtividade da agricultura Argentina está entre as mais altas do mundo. O país é um grande produtor e exportador de cereais, sendo o seu principal produto o trigo. A exportação de produtos derivados da pecuária, como a carne de gado e a lã, é de grande importância para a economia. As técnicas de refrigeração e de processamento da carne são referências positivas do setor. A indústria pesqueira, apesar de seu potencial, não é muito explorada. Merluzas e lulas são os destaques da pesca no país.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.