Importações da Colômbia

Em nosso artigo de hoje, iremos abordar as importações vindas da Colômbia, país que faz parte da América do Sul.

As importações vindas do país latino-americano no ano de 2019 foram de certa forma bastante consideráveis, se for levado em conta que o país é um parceiro comercial de bastante importância do Brasil e isso se deve ao fato de sermos vizinhos. No ano de 2019 as importações colombianas para o Brasil ficaram na 26ª colocação no ranking de importadores parceiros do Brasil.

Em números, no ano de 2019 o Brasil desembolsou US$ 1,45 bilhão em produtos que foram importados da Colômbia para o nosso país.

Importações da Colômbia

Como já foi citado acima, o Brasil importou em torno de US$ 1,45 bilhão no ano de 2019, valor esse inferior ao ano de ano de 2018, quando havia sido importado mais de US$ 1,75 bilhão em produtos.

A Colômbia é uma alternativa para quebrar a dependência brasileira da nação vizinha na região que seria a Argentina.

O ano de 2020 não teve variações com o ano anterior e até abril o valor importado foi de US$ 477 milhões.

O que o Brasil Importa da Colômbia

A seguir, confira quais são os principais produtos importados da Colômbia para o Brasil.

Principais produtos importados da Colômbia % Valor FOB US$
Carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado 25 360 milhões
Coques e semi-coques, de linhita ou de turfa, e carvão de retorta 15 212 milhões
Polímeros de cloreto de vinila ou de outras olefinas halogenadas 14 209 milhões
Outras matérias plásticas em formas primárias 9,8 142 milhões
Inseticidas, rodenticidas, fungicidas, herbicidas, etc 8,7 126 milhões
Demais produtos – Indústria de Transformação 3,6 52,4 milhões
Gorduras e óleos vegetais, em bruto, refinados ou fracionados 2,9 42,1 milhões
Polímeros de estireno, em formas primárias 2,4 34,6 milhões
Ácidos carboxílicos e seus anidridos e perácidos e seus derivados 1,3 19,5 milhões
10º Resíduos de metais de base não ferrosos e de sucata 1,3 19,3 milhões

Fonte: Comexstat

São muitos os produtos vindos do país colombiano, separamos os principais na tabela acima. O primeiro colocado como principal produto importado da Colômbia para o Brasil é o Carvão, o qual representa 25% de todos os produtos que foram importados do país no ano de 2019. Aparecem nessa tabela também outros produtos, como: Inseticidas, gorduras vegetais, entre outros produtos.

Balança Comercial Brasil x Colômbia

A balança comercial entre os dois países nos mostra também que houve um superávit no valor de US$ 1,65 bilhão, ou seja, foi exportados mais produtos para a Colômbia do que importados do mesmo.

Economia da Colômbia

economia colombiana é baseada, principalmente, na agricultura e na pecuária. O país é considerado o terceiro mais rico da América do Sul, perdendo apenas para o Brasil e para a Argentina. Seus recursos naturais são abundantes.

O café é principal produto agrícola produzido na Colômbia. A economia colombiana sofre abalos quando a cotação internacional do café cai, devido à importância que a exportação desse produto tem. Os principais destinos do café colombiano são a Europa e os Estados Unidos.

Outros produtos agrícolas bastante cultivados são: cana-de-açúcar, banana, arroz, milho, cacau, fumo, mandioca, algodão, entre outros. Embora importe alguns produtos alimentícios, a Colômbia é auto-suficiente devido a sua alta produtividade. A pecuária do país é favorecida pelas planícies, onde são criados bovinos, caprinos, e equinos. A suinocultura e a criação de aves também são importantes para a economia colombiana. A indústria colombiana produz alimentos, bebidas, roupas, couro, máquinas e transportes.

Em relação à mineração, a Colômbia é o maior produtor mundial de esmeraldas. As maiores reservas de carvão da América Latina estão em solo colombiano. Outros produtos de exportação são o petróleo e o ouro.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.