Importações da França

Iremos falar, agora, sobre as importações da França, que é um país europeu, com muitas cidades medievais, aldeias alpinas e praias mediterrâneas, e, além disso, é uma nação com grande valor econômico. Tem como capital a belíssima Paris, cuja fama vem pela Torre Eiffel e a grande quantidade de turistas que a visita todos os anos, o que faz a economia da França girar. O país francês também é conhecido pelos seus vinhos e pela sua cozinha sofisticada.

No texto de hoje, vamos descobrir o que o Brasil importa da França. Recentemente,  falamos também das exportações do país Francês, neste texto foi descobre os principais Produtos Exportados para a França.

Vamos Lá!

Importações da França

As importações da França para o Brasil, no ano de 2019, registraram uma queda de 12% e geraram uma receita de US$ 3,5 bilhões, o que, em 2018, foi de 3,9 bilhões. 

As importações no ano registraram um déficit  na balança comercial de 860,2 milhões, isso significa que o Brasil importou mais produtos do que exportou neste período. Em 2019, a França ficou na 12ª colocação no Ranking das Importações Brasileiras.

Porém, a projeção para o ano atual é razoável, e espera-se superar as marcas de 2019, apesar do quem tem ocorrido ultimamente com o novo Coronavírus, segundo dados do G1.

Principais produtos importados da França

Principais produtos importados da França Valor FOB
Inseticidas, rodenticidas, fungicidas, herbicidas, etc. 310 milhões
Compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, seus sais, e sulfonamidas 255 milhões
Aeronaves e outros equipamentos, incluindo suas partes 246 milhões
Outros medicamentos, incluindo veterinários 215 milhões
Demais produtos – Indústria de Transformação 171 milhões
Medicamentos e produtos farmacêuticos, exceto veterinários 146 milhões
Produtos de perfumaria ou de toucador, exceto sabonetes 103 milhões
Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos) 99,1 milhões
Obras de ferro ou aço e outros artigos de metais comuns 96,7 milhões
10º Partes e acessórios dos veículos automotivos 91,7 milhões

Fonte: Comexstat – Janeiro a Dezembro de 2019

Como podemos ver acima, os inseticidas foram os produtos que mais foram importados pela França no ano de 2019, gerando uma receita de US$ 310 milhões, seguido de Compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, seus sais, e sulfonamidas que gerou em receita US$ 255 milhões. Aparecem, também, entre os 10 primeiro colocados, medicamentos, aeronaves e óleos combustíveis.

Economia Francesa

Em 2019, a França ocupou a posição de sétimo país com maior poder econômico, ficando atrás somente do Reino Unido e da Índia. O país recuperou-se da crise econômica, a qual chegou mais tarde do que em outros países europeus, e ainda continua frágil, devido a desequilíbrios estruturais. Depois de crescer com uma taxa de 1,7% em 2018, estima-se que o PIB cresça 1,2% em 2019, apoiado por investimentos robustos, um consumo sólido, condições externas favoráveis e reformas domésticas. O FMI espera um crescimento de 1,3% do PIB, tanto em 2020, quanto em 2021. A OCDE também prevê um crescimento moderado para 2020-2021, em torno de 1,2%. O impacto negativo das ações e greves industriais no setor público, bem como um ambiente econômico global frágil e incerto, são todos obstáculos ao crescimento.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.