Importações de Cuba

Cuba é uma ilha caribenha sob regime comunista cuja capital é Havana, e hoje falaremos sobre as importações de Cuba.

Em 2019, Cuba aparece na 106º colocação dos principais origens das importações Brasileiras, tendo participação de 0,005% nas importações. 

Vamos agora entender melhor sobre nossos negócios internacionais com o país.

Importações de Cuba: Saiba mais

Como podemos ver ali em cima, as importações vindas de Cuba não foram muito altas no ano de 2019. No ano o Brasil gastou apenas US$ 8,45 milhões em compras de produtos cubanos, valor este bem abaixo que no ano de 2018 quando foram importados em valores cerca de US$ 33,7 milhões, ou seja, houve uma queda de mais de 70%.

Até junho de 2020 as importações de Cuba apareciam na 107ª colocação, tendo sido importados em valores US$ 1,34 milhões, valor menor que o mesmo período em 2019 quando foram importados US$ 1,76 milhões. A queda nas exportações se deve basicamente ao novo coronavírus, o qual afetou bastante na hora das importações brasileiras.

Principais produtos importados de Cuba

A seguir, você pode conferir os principais produtos importados de Cuba no ano de 2019.

Principais produtos importados % Valor FOB US$
Produtos semi-acabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço 55 4,66 milhões
Charutos, cigarros e outros produtos de tabaco 39 3,32 milhões
Bebidas alcoólicas 3,5 303 mil
Demais produtos – Indústria de Transformação 2,2 186 mil

Fonte: ComexStat

Nesta tabela colocamos apenas os 4 principais produtos importados pelo Brasil, apesar de apenas 7 produtos terem sido importados em 2019. Veja melhor de cada um deles.

1) Produtos semi-acabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço

Foram os principais produtos importados de Cuba para o Brasil em 2019. O produto correspondeu a 55% de todas as importações vindas do país, ou seja, mais da metade foi de produtos semi-acabados, lingotes e outras formas primárias de ferro ou aço. 

2) Charutos, cigarros e outros produtos de tabaco

Cuba é bastante conhecida pelos seus charutos e afins, e o Brasil também importa o produto, o qual aparece como o nosso 2º colocado aqui. Foram gastos nas importações do produto cerca de US$ 3,32 milhões.

3) Bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas vem na 3ª colocação, apesar de não ter sido tão importadas assim, foram gastos no produto US$ 303 mil. Correspondeu em 2019 a 3,5% das importações.

4) Demais produtos – Indústria de Transformação

Na quarta e ultima colocação da nossa tabela aparece demais produtos – Indústria de Transformação, como exemplo de indústria de transformação temos as refinarias de petróleo que usam o petróleo como matéria-prima tanto para produtos finais, como por exemplo óleo diesel e gasolina, quanto para produtos intermediários como por exemplo nafta que é utilizada pela indústria petroquímica em diversos produtos. 

Balança Comercial Brasil x Cuba

A balança comercial entre os dois países nos mostra também que houve um superávit no valor de US$ 258 milhões, ou seja, foram exportados mais produtos para Cuba do que importados do mesmo.

Confira imagem a seguir ilustrando isso:

Curiosidades de Cuba

  • O governo de Cuba é um estado de partido único Marxista-Leninista liderado por um membro da família Castro há muitas décadas.
  • A maior parte da força de trabalho de Cuba é controlada e empregada pelo estado.
  • Na véspera de Ano Novo, os cubanos queimam bonecas para simbolizar o esquecimento dos momentos ruins e aguardam novos e bons momentos durante o ano novo.
  • Você não pode tirar fotos de militares, policiais ou pessoal do aeroporto em Cuba, pois isso é ilegal.
  • Existem duas moedas oficiais em Cuba: o Peso e Peso conversível. (CUC e CUP). A economia do turismo opera com uma moeda diferente dos outros setores do país. Os “pesos cubanos conversíveis” são equiparados ao valor do dólar.
  • O sistema de saúde de Cuba é totalmente gratuito e de qualidade. Os remédios também são gratuitos para o povo cubano.
  • Cuba é o país com o maior número proporcional de pessoas com mais de 100 anos, tendo mais de 1,5 mil centenários para 11 milhões de habitantes. Em números absolutos, o recorde é de outra ilha, o Japão.
  • O governo dos Estados Unidos criou uma réplica da rede Twitter para ser usada pelos cubanos.
  • Somente dois países no mundo não permitem a venda oficial de Coca-Cola: Coreia do Norte e Cuba.
  • Não existe internet em quase lugar nenhum. Cerca de 5% dos cubanos tem acesso a esse recurso de forma livre. Para você ter acesso à internet, você deve ir em grandes hotéis. Lá você compra um cartão com usuário e senha para utilização.

 

Relações Comerciais de Cuba

Cuba é membro de organismos de integração econômica e regional como a Organização Mundial do Comércio (OMC), a Comissão Econômica para América Latina e Caribe (CEPAL), a Associação Latino-Americana de Integração (ALADI), a Alternativa Bolivariana para as Américas (ALBA) e a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (CELAC).

Economia de cuba

Conforme a Embaixada do Brasil em Havana, Cuba é um país com uma economia aberta ao exterior, mantendo intercâmbio comercial com mais de 170 países.

O comércio exterior desempenha papel fundamental na economia. A política geral de comércio exterior é regulada pelo Ministério de Comércio Exterior e Investimento Estrangeiro (MINCEX). A prerrogativa de importar é limitada a um grupo de empresas cubanas e empresas estrangeiras estabelecidas em Cuba. Cuba vem empreendendo esforços para reduzir as importações, com políticas de substituição pela produção local.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior. 

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

Conheça as 7 novidades do Novo Processo de Importação