Importações do Japão

O Japão é um dos principais parceiros comerciais do Brasil. Visto que o país encontra-se entre os 10 maiores exportadores e importadores com relação com o nosso país.

Já falamos sobre as exportações brasileiras para o Japão aqui no blog, mas hoje traremos as importações originárias do Japão. 

Vamos descobrir o que o brasil importa do japão, bora lá! 

Importações do Japão: Saiba mais

O Japão é o 9º principal país de onde o Brasil comprou produtos no ano de 2019, tendo uma 2,31% nas importações. O Brasil em 2019 desembolsou em torno de US$ 4,1 bilhões em compras dos produtos japonês, tendo uma queda de 6% se for comparado ao ano de 2018 quando foram importados do Japão US$ 4,4 bilhões. No ano de 2020 as importações já chegam a US$ 1,69 bilhão, valor este que equivale ao mesmo período de 2019 quando haviam sido exportados cerca de US$ 1,70 bilhão.

A maior diferença entre os 2019 e 2020 é o fato de que as importações vinda do Japão neste ano, até maio aparecem como 6ª colocadas, enquanto as exportações aparecem em 9º.

Principais produtos importados do Japão

Confira agora, quais os principais produtos vindos do Japão para o Brasil, principalmente no ano de 2019.

Principais produtos importados % Valor FOB US$
Partes e acessórios dos veículos automotivos 12 496 milhões
Veículos automóveis de passageiros 5,6 229 milhões
Plataformas, embarcações e outras estruturas flutuantes 5,3 219 milhões
Compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos, ácidos nucléicos e seus sais, e sulfonamidas 5,3 216 milhões
Demais produtos – Indústria de Transformação 4,8 196 milhões
Instrumentos e aparelhos de medição, verificação, análise e controle 4,2 174 milhões
Motores de pistão, e suas partes 3,9 160 milhões
Válvulas e tubos termiônicas, de cátodo frio ou foto-cátodo, diodos, transistores 3,5 144 milhões
Máquinas e aparelhos elétricos 3,5 143 milhões
10º Outras máquinas e equipamentos especializados para determinadas indústrias e suas partes 2,8 114 milhões

Fonte: ComexStat

Aqueles produtos com algum teor tecnológico são os principais produtos importados para o Brasil, pois o Japão é bastante conhecido pelas suas produções tecnológicas e de máquinas em geral. As peças e acessórios para automóveis são os principais, seguidos dos automóveis em si, que geraram em importação um total de US$ 229 milhões ao Japão.

Balança comercial Brasil x Japão

A balança comercial de 2019 entre Brasil e Japão fecharam com superávit de 1,34 Milhões. Ou seja, neste período exportamos mais do que importamos do Japão.

Para Ilustrar:

Porém no ano de 2020, até o mês de maio, a balança comercial já aparece como deficitária, por conta das importações terem aumentado.

Economia Japonesa

O Japão é a terceira maior economia do mundo.

A economia do Japão avançou grandiosamente logo depois da Segunda Guerra Mundial. Ao sair da guerra derrotado, o país recebeu então ajuda financeira vinda dos norte-americanos para se reerguer.

Na década de 1970, o Japão fez então investimentos no desenvolvimento industrial e tecnológico e tornou-se, nessa mesma época, uma grande potência econômica no mundo.

Durante as décadas de 1980 e 1990, a economia do Japão assumiu todavia um posto de extrema relevância, o suficiente para fazer o país ocupar o segundo lugar como o mais rico do mundo, perdendo apenas para os Estados Unidos.

Dos fatos que contribuíram para que a economia do Japão ganhasse destaque em relação aos demais países do continente asiático, foi a presença dos norte-americanos logo após a derrota dos japoneses na Segunda Grande Guerra.

O país passou a ser referência na  produção e exportação de automóveis, artigos eletrônicos e objetos de informática. Atualmente, a economia do Japão é baseada na metalurgia, siderurgia, produção naval, notáveis empresas multimarcas, sólido sistema bancário, entre outros fatores.

Outro ponto bem desenvolvido no Japão é a infraestrutura, em especial os portos, rodovias, geradores de energia. Devido aos altos salários pagos pelas empresas, essa sociedade possui então um elevado poder de consumo, contribuindo com o desenvolvimento do mercado interno.

Existe um alto índice de exportação no país, principalmente dos produtos industrializados. No entanto, as grandes importações de matérias-primas e mercadorias agrícolas são necessárias, pois o território japonês é pequeno, fazendo com que a agricultura seja escassa.  As reservas de recursos minerais são poucas.

O PIB (produto interno bruto) do país em 2017 era de 4,872 trilhões USD (2017).

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

Conheça as 7 novidades do Novo Processo de Importação