Importações dos Estados Unidos

Estados Unidos foi por muitos anos o principal parceiro comercial do Brasil, porém nos últimos anos perdeu essa posição para a China. De qualquer forma, o EUA continua sendo extremamente importante para a Economia do Brasil. 

Em 2019, os Estados Unidos ficaram na segunda colocação tanto em nosso Ranking das Importações Brasileiras como no Ranking das Exportações Brasileiras.  

No texto de hoje falaremos sobre as Importações Brasileiras dos Estados Unidos. 

Vem comigo, Vamos descobrir o que o Brasil importa dos Estados Unidos.

Importações dos Estados Unidos

Estados Unidos é um dos principais parceiros comerciais do Brasil, atrás apenas da China que supera suas marcas. Os produtos internacionais vindo do país americano são muito desejados por muitos Brasileiros, o que torna o mercado mais atrativo, tornando o país um dos principais na hora de importar produtos. No ano de 2020 não foi diferente, as importações geraram uma receita de US$ 27,9 bilhões, valor este inferior em 19,8% ao ano de 2019 quando o valor foi de US$ 30,1 bilhões. As importações, geraram um déficit de 6.4 bilhões para o Brasil, o que significa que os brasileiros importaram mais do que exportaram produtos, é isso o que mostra a Balança Comercial entre os dois países. 

Os últimos 5 anos tem apresentado um crescimento nas importações e  no ano de 2021 superaram as expectativas chegando a um aumento de 29,8% nas importações comparadas ao mesmo período de 2020, porém no decorrer do ano de 2021 tende a ser menor por conta dos acontecimentos que tem acometido o mundo pelo Coronavírus, que tem afetado tanto as exportações quanto as importações

Principais Produtos Importados dos Estados Unidos

Confira a seguir, quais foram os principais produtos importados dos Estados Unidos no ano de 2020:

Principais produtos importados dos Estados Unidos Valor FOB
Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos) 5,3 bilhões
Motores e máquinas não elétricas 2,2 bilhões
Instalações e equipamentos de engenharia civil e construtores, e suas partes Carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado 1,46 bilhão
Demais produtos – Indústria de Transformação 1,28 bilhão
Inseticidas, rodenticidas, fungicidas, desinfetantes e semelhantes 925 milhões
Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus 887 milhões
Aeronaves e outros equipamentos, incluindo suas partes 694 milhões
Instrumentos e aparelhos de medição, verificação e análise de controle 673 milhões
Carvão, mesmo em pó, mas não aglomerado 651 milhões
Polímeros de etileno, em formas primárias 601 milhões

Fonte: ComexStat – Janeiro a Dezembro de 2020

Aparece na nossa primeira colocação aparece, óleos combustíveis de petróleo que gerou uma receita de 5,3 bilhões no ano de 2020. Entre outros produtos aparecem: Carvão, polímeros de etileno, inseticidas, entre outros.

Produtos proibidos para a Importação dos Estados Unidos

Existem alguns produtos nos Estados Unidos que são proibidos para a Importação. Eles normalmente são derivados mamíferos marinhos, camarões e atuns provenientes de outros países além desses produtos, é proibido a venda de:

  • Narcóticos e drogas;
  • Produtos produzidos de forma a violar os direitos de propriedade intelectual; e
  • Mercadorias que tenham relação com grupos terroristas e trabalho escravo.

Relação Comercial EUA x Brasil

As relações comerciais entre Brasil e Estados Unidos tem sido uma prioridade dos governos brasileiros, as disputas entre EUA e China ainda no ano passado acabaram colocando o Brasil em uma posição complicada ao ter de escolher um lado entre as duas economias. Nos últimos anos foram discutidas algumas pautas conjuntas entre os dois países em si. O Brasil sempre deixou bem claro as suas intenções de ampliar as relações entre as duas economias, porém a China continua sendo o maior parceiro comercial do Brasil.

As relações entre Brasil e EUA não vem de hoje não, o governo americano foi um dos primeiros a reconhecer a independência brasileira lá no ano de 1824, EUA já foi o principal parceiro comercial do Brasil, mas claro que com o passar dos anos isso acabou mudando um pouco por conta da diversificação de produtos e etc.

Na primeira metade do século 20, o comércio entre os dois países era o mais importante para a economia brasileira. Mas com a diversificação do comércio exterior, e destinos e produtos, a relação perdeu importância.

As relações econômicas entre Brasil e Estados Unidos passaram por uma série de mudanças no século XX. De políticas que privilegiavam o alinhamento automático e o estabelecimento de preferências comerciais em relação aos Estados Unidos, o Brasil passou, gradativamente, para uma posição de busca por maior autonomia em relação aos norte-americanos. Atualmente, a manutenção de um relacionamento privilegiado entre os dois países encontra-se em perigo.

Confira também as Exportações para os EUA.

Exportações e Importações do Brasil em 2021

Já em 2021, até o mês de Novembro, o Brasil totaliza um valor corrente de negociações de US$ Milhões 454.996,8. Sendo US$ Milhões 256.028,3 de exportações, e US$ Milhões 198.968,5. Gerando um superávit de US$ Milhões 57.059,8.

Já o produto mais exportado no ano de 2021 foi o Minério de Ferro e seus concentrados. Quanto ao produto mais importado foi “Adubos ou Fertilizantes Químicos” conforme dados do ComexStat.

Para exemplificar:

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 3.3 / 5. Número de votos: 36

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Resumo

Qual o principal produtos importado dos Estados Unidos?

Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos (exceto óleos brutos) é o principal produtos importado dos EUA.

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.