Entenda mais sobre o mercado de trabalho do Comex

Comércio Exterior: Introdução, Mercado de Trabalho, Faixa Salarial e Sistemas


Fizemos esse texto para você que quer saber mais sobre a profissão de Comércio Exterior e não sabe por onde começar, então, neste texto, você vai encontrar um belo resumo sobre Comércio Exterior. 

Comex, como é carinhosamente conhecida entre os estudantes e profissionais, cuida das questões tributárias, financeiras, administrativas, comerciais e aduaneiras de cada movimentação realizada. Ela é orientada por diversas leis, normas e regras nacionais.
Comércio Exterior, é a profissão que atua como meio de campo nas negociações entre empresários e fornecedores, como também de país para país, através de troca e/ou venda de produtos ou serviços entre um e outro.

A história do Comex

Comércio Exterior surgiu lá por meados de 1808 e 1820 quando a corte portuguesa chegou ao Brasil e naquele mesmo ano  foi publicada a Carta Régia de Abertura dos Portos brasileiros às Nações Amigas.

Já entre 1931 e 1940, o Comércio Exterior brasileiro sentiu os efeitos da grande crise da Bolsa de Nova York. As safras de grãos, como as produções cafeeiras, acumulavam-se em armazéns, pois se produzia mais do que se vendia e para contornar a crise, o governo brasileiro acabou por destruir milhões de sacas de café. Nesta década, houve o início da Segunda Grande Guerra.

No início da década de 90, o Brasil elaborou a abertura comercial com redução de tarifas de importação e reformulação dos incentivos às exportações. Os fluxos comerciais se intensificaram e foi criado o então conhecido, Mercosul. Nesta mesma década foi instituída a Organização Mundial de Comércio (OMC), organismo responsável pela regulamentação do comércio.

A partir de 2000, o comércio exterior brasileiro aumentou num ritmo mais vigoroso. O crescimento econômico mundial, o aumento dos preços internacionais de produtos básicos, a diversificação dos mercados importadores e a maior produtividade da indústria nacional são fatores que favoreceram o dinamismo das exportações brasileiras.

Fonte: Administradores

Mercado de trabalho e Salário no Comércio Exterior

As cidades que possuem polos industriais e centros comerciais, são onde se concentram mais oportunidades na área. Essa demanda acontece, porque empresas que operam com Comércio Exterior, costumam se instalar perto dos polos.

O profissional do Comércio Exterior ainda pode trabalhar em órgãos internacionais, ou então prestar consultorias para empresas nessas atividades.

Caso esteja procurando por Consultoria em Comércio Exterior em Chuí - RS, acesse nosso Portal de Empresas e conheça os principais prestadores de serviços de comex da cidade e também de todo o país.

O profissional precisa buscar estar sempre atualizado com os acontecimentos internacionais, pois qualquer eventualidade em nações estrangeiras pode resultar em mudanças nos procedimentos de comércio ou na economia do seu país. É interessante que o profissional tenha o domínio de outros idiomas para que cresça na profissão. As atividades operacionais burocráticas do Comércio Exterior, aquelas que incluem a elaboração de documentos internacionais e nacionais, entre outros certificados e “papéis” diversos, é onde concentram a maioria das vagas da área.

Os cargos e salários de quem atua na área de comércio exterior, vão desde assistentes de Comércio Exterior que possui um piso salarial médio de R$1.800,00 até analistas, que recebe, até R$ 7.407,00 em empresas de grande porte. Já Diretores, podem chegar a receber até R$ 23.707,31.

Fonte: Portogente

🎯 Encontre Despachantes Aduaneiros no Brasil e Armazéns, consulte o nosso Portal de Empresas de Comex.

Modalidades de Transporte:

Dentro de Comex, existem modalidades exclusivas de transportes, como a Aquaviária, conhecida também por Hidroviária, que utiliza a água para o transporte. Ele ainda pode ser categorizado como:

  • Marítimo: Quando acontece sobre mares e oceanos, onde se utilizam navios para o transporte de cargas.
  • Fluvial: Transporte que utiliza os rios para o transporte, geralmente feitos através de barcos;
  • Lacustre que é quando o transporte é feito através de lagos e lagoas.

Ainda existe o modal Rodoviário que é responsável por 75% da distribuição de cargas, este modal, normalmente transporta insumos e mercadorias industrializadas. Este é o modal que mais cresce desde a década de 50, por meio de caminhões e carretas pelas estradas do país.

Já o modal Ferroviário é indicado para  transportar cargas com volumes muito grandes e que precisam ser deslocados por longos trajetos. Normalmente, é combinado com outros modais, como por exemplo o rodoviário por causa da pouca flexibilidade de local já que o carregamento chega a um local fixo. Este modal é usado para mercadorias pesadas, como minério de ferro, siderúrgicos e agrícolas.

E claro, temos ainda o modal Aéreo. Ele busca cobrir longas distâncias, em territórios nacional e internacional, de forma ágil e rápida. Ainda que o modal tenha limites para volume, tamanho e quantidade de material transportado, ele é indicado para o carregamento de eletrônicos e outras mercadorias frágeis.

Sistemas da área do comex:

No Brasil existem alguns sistemas responsáveis por controlar e administrar as atividades referentes ao comércio exterior, como o Siscoserv e o Siscomex.

Siscoserv é o Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio. Já Exportações e Importações de Serviços são registradas no sistema Siscoserv.

Siscomex é Sistema Integrado de Comércio Exterior, uma ferramenta administrativa que inclui as atividades de registro, acompanhamento e controle das operações de Comércio Exterior. Com a chegada dele, foi possível inovar as operações, informatizando os controles existentes que antes eram feitos com uso de papel, carimbos e assinaturas. O Siscomex é responsável por controlar toda a negociação de mercadorias e bens com o exterior e você irá utilizar e muito esses dois sistemas, porém irá perceber que é a profissão conta com procedimentos e documentações extremamente burocráticas mas já existem sistemas que auxiliam e facilitam a geração dos mesmos.  Atualmente o Siscomex passa por uma grande reestruturação. Muitos Sistemas da Família Siscomex já foram ou estão sendo reestruturados e inseridos no Portal Único de Comércio Exterior, visando a criação de um fluxo único de comex.

Qual a importância do Comércio Exterior?

Uma das principais vantagens do Comércio Exterior é a possibilidade de importar mercadorias não existentes no país. Esse investimento é muito benéfico, pois garante um diferencial competitivo para as empresas que comercializam esses produtos internacionais no Brasil.

O mesmo vale para a exportação. Existem mercadorias que temos em grandes volumes no país, como é o caso dos produtos de origem agrícola. Os granéis agrícolas, como a soja, o milho e o trigo, são produzidos em grande escala no país, e a exportação contribui muito para a economia nacional.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

Sinara Bueno
Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex