Exportação: Quais informações levar em consideração?

A auditoria interna tem um papel significativo para as empresas no que refere-se aos processos de controle interno, principalmente para acompanhar, verificar os possíveis erros, visualizar de forma quantitativa e qualitativa o desempenho do setor auditado. Mas, na exportação: quais informações levar em consideração?

A auditoria aduaneira contempla revisar as informações registradas nos documentos de exportação e importação buscando identificar os seguintes pontos:

  • Identificar erros nos processos que podem ser corrigidos;
  • Identificar formas mais eficientes de realizar a fase da logística internacional das operações.

Auditoria de exportação: quais informações verificar

A auditora permite conhecer os pontos falhos e contribuir na realização de um diagnóstico para uma melhoria significativa no operacional de suas exportações.

Com o intuito de identificar irregularidades no processo de exportação, deverá ser confrontada a Declaração Única de Exportação com os documentos internacionais, tais como:

  • fatura comercial;
  • packing-list (romaneio de carga);
  • conhecimento de embarque e
  • certificado de origem (quando existente).

Além de dados como:

  • incoterm;
  • país de destino;
  • peso líquido e os
  • benefícios fiscais, quando houver.

Também deverão ser apurados a exatidão da documentação aduaneira para as informações abaixo:

  1. Dados completos do importador;
  2. Detalhes dos produtos exportados: quantidade, descrição completa das mercadorias;
  3. Aplicação de Licenças, quando houver;
  4. Atos Concessórios de Drawback, quando houver;
  5. Enquadramento da Operação;
  6. Vinculação de Notas Fiscais e respectivos CFOPs.
  7. Atributos de NCM;
  8. Outros.

O Uso da Tecnologia de Comércio Exterior e a auditoria

Sem um sistema de controle interno, a empresa não será capaz, por exemplo, de criar relatórios confiáveis para fins de análise interna ou externa.

A fim de tornar viável o trabalho de auditoria o uso de ferramentas tecnológicas é extremamente recomendado.

Um extrator de dados do Siscomex também é importante a fim de capturar as informações da DU-E diretamente do Portal Único de Comércio Exterior.

Com o uso de sistema de comércio exterior será possível cruzar dados aduaneiros, e fazer uso de relatórios analíticos.

Uma auditoria aduaneira também levará a empresa exportadora analisar se realmente está em conformidade com as regras do governo, ou seja compliance.

O que é Compliance?

Compliance, que vem do verbo em inglês to comply, nada mais é do que estar em conformidade com as leis, padrões éticos, regulamentos internos e externos.

O objetivo é que, com isso, os riscos empresariais sejam minimizados. Ou seja, compliance é a linha mestra que guia o comportamento de uma empresa perante o mercado em que atua.

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.