Localização da carga aérea

O frete aéreo é a modalidade mais rápida (e cara) de transporte internacional. Mesmo sendo rápido, o frete aéreo depende da disponibilidade de aviões e de voos. Dessa forma, é comum o importador / exportador querer saber onde está sua carga. Por isso, preparamos esse artigo aqui com algumas dicas sobre como localizar uma carga aérea, ou seja como rastrear sua carga aérea.  Conheça sites e aplicativos para você saber onde está a carga aérea. 

Vamos ver como obter a localização da carga aérea! 😉

O frete aéreo

Entre os modais de transporte do comércio exterior, o frete aéreo é o mais indicado quando se trata transporte de mercadoria perecível, remessa de amostras, brindes, bagagem desacompanhada, partes e peças de reposição, mercadoria perecível, animais, etc. Isso porque ele é mais rápido e seguro, além de possuir menores os custos com seguro internacional da carga, estocagem e embalagem.

O frete aéreo normalmente é composto apenas pelo transporte da carga entre os aeroportos, não englobando outras despesas existentes antes do seu recebimento da mercadoria e após sua chegada ao aeroporto de destino. As empresas aéreas podem estipular o valor do frete livremente, seguindo as regras da livre concorrência, porém, a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) fixa fretes máximos que devem ser seguidos pelas companhias aéreas.

O Conhecimento de Embarque Aéreo – Airway Bill (AWB)

Um conhecimento de embarque aéreo (AWB) é emitido por uma companhia aérea internacional para mercadorias e uma prova do contrato de transporte, em suma, é um documento de titularidade das mercadorias.

O AWB é um documento de transporte não negociável que abrange o transporte de carga de aeroporto para aeroporto. Ao aceitar um frete, um agente de carga IATA está agindo em nome da transportadora cujo AWB é emitido.

Os conhecimentos aéreos internacionais que contêm cargas consolidadas são chamados de conhecimentos aéreos master (MAWB). Os MAWBs têm documentos adicionais chamados de conhecimento aéreo house (HAWB). Cada HAWB contém informações de cada remessa individual (consignatário, conteúdo, etc.) dentro da consolidação. AWBs internacionais que não são consolidados são chamados de Airway Bill (AWB) simples.

Os AWBs e MAWBs têm números de onze dígitos, onde os três primeiros referem-se ao código da companhia aérea. É com base no número do MAWB ou AWB que conseguimos realizar a localização da carga aérea. A IATA possui atualmente 296 companhias aéreas membros e tem em seu site um mecanismo de busca para encontrar a companhia aérea: IATA – Current Airline Members.

 

👉🏼 Confira também nosso artigo Portal Siscomex: Guia definitivo

Localização de Carga Aérea

Geralmente o tracking da carga aérea é feito diretamente no site da companhia aérea. O site air cargo tracking and news traz uma página com links de diversas companhias aéreas para pesquisa. No entanto, existem na internet sites que fornecem a localização da carga aérea independentemente da companhia aérea.

São verdadeiros sites agregadores e relacionamos os principais três a seguir.

  1. Track-Trace
  2. Trackingmore
  3. Wheremy

1- Track-Trace

O site track-trace faz a busca em 208 companhias aéreas diferentes, bastando ter o número do AWB ou MAWB.

2- Trackingmore

O Trackingmore localiza a carga em 66 companhias aéreas, além de ter outras ferramentas tais como a listagem das companhias aéreas.

3- Wheremy

O Wheremy também localiza a carga em diversos serviços de tracking das companhias áreas.

 

Confira também nosso textos sobre Canal de Suez: Navio encalhado entenda o caso

 

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

E-book Grátis: 7 Novidades sobre a DUIMP E o Novo Processo de Importação