Saiba mais sobre o que é o Naladi

Você que lida com Comércio Exterior já deve em algum momento ter ouvido falar do termo NALADI, no artigo de hoje Vamos entender o que ela é. 

O que é o NALADI?

Naladi é é a sigla usada para Nomenclatura da Associação Latino-Americana de Integração (ALADI). E tem como base o Sistema Harmonizado de Designação e Codificação de Mercadorias (SH). Elaborada para uso dos países membros nas negociações de preferências tarifárias dentro dos instrumentos de negociações da associação e para formulação das suas estatísticas de comércio exterior.

A empresa deve adotar a classificação NALADI sempre que importar. Em diversos documentos como Licença de Importação, Declaração de Importação, entre outros, é necessário então informar os códigos da nomenclatura. Por isso a empresa precisa identificar o código NALADI correspondente ao NCM. Além da utilização para preenchimento dos documentos ele é necessário para verificar se a mercadoria encontra-se negociada através de acordos comerciais que o Brasil participa com outros países. 

Criação do NALADI

Em 1985, o Comitê de Representantes da ALADI adotou a Nomenclatura Aduaneira da Associação Latino-Americana de Integração (NALADI), como base comum dos Acordos. A NALADI foi criada utilizando a Nomenclatura do Conselho de Cooperação Aduaneira (NCCA). Era a NALADI/NCCA, que continha 7 dígitos.

Posteriormente, o Sistema NCCA foi substituído pelo Sistema Harmonizado de Designação e Codificação de Mercadorias (SH), aprovado pelo Conselho de Cooperação Aduaneira, com o objetivo de atender a todos os segmentos do comércio, como instrumento fiscal ou gerador de dados para estatísticas de produção, Comércio Exterior e transporte, além de facilitar a compatibilização de estatísticas internacionais e simplificar as negociações bilaterais e multilaterais.

A ALADI passou, então, a adotar a NALADI com base naquele Sistema Harmonizado, com 8 dígitos, a qual foi aprovada pela Resolução nº 107/89 do Comitê de Representantes, com início de vigência previsto para 01.01.90. Cabe ressaltar que aquele prazo foi sendo sistematicamente adiado e a transposição para a NALADI/SH não foi feita de imediato em todos os Acordos.

À medida em que a Organização Mundial de Alfândegas (OMA) introduziu então modificações no Sistema Harmonizado, a ALADI foi ajustando a NALADI, registrando-se as versões de NALADI/SH-1992 (a partir de 1993), NALADI/SH-1996 (a partir de 1997) e NALADI/SH-2002 (a partir de 01.01.2002)

Atualmente, subsistem acordos em NALADI/NCCA e nas 3 versões do Sistema Harmonizado. A transposição para versões então atualizadas vem sendo feita gradativamente.

Como saber o Código Naladi

Você pode encontrar o Código da Naladi no próprio site da Aladi. Mas aqui no Brasil, o MDIC tem um link com toda a Tabela da Naladi confira.

 

Correlação da NCM versus NALADI

No site da Aladi você encontra o Sicoex  (Sistema de Informações de Comércio Exterior)  no qual tem uma eficiente busca da Correlação da NCM (Nomenclatura Comum do MERCOSUL) x NALADI/SH, confira.

 

O que é Aladi

O ALADI é o termo usado para definir uma organização que visa integrar países da América Latina. Foi criada inicialmente em 1980 como organização intergovernamental. A ALADI pode ser vista, por muitos como um bloco econômico, que são formados para reduzir ou até mesmo eliminar as tarifas alfandegárias, intensificando, assim, a importação e exportação de produtos. Que diferente do Acordo internacional que possuem como objetivo criar organismos que dinamizam as relações comerciais, sociais e políticas entre os seus países membros. 

Saiba mais sobre Aladi: o que é aqui.

Países membros da Aladi

Criada em 12 de Agosto de 1980, por meio do Tratado de Montevidéu, a associação Aladi é constituída pelos seguintes países membros:

Conheça os principais portos da América Latina.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

Sinara Bueno
Leandro Sprenger

Empreendedor, Apaixonado por Tecnologia, Especialista em TI para Comércio Exterior e responsável pela criação de diversos sistemas de BI para Comex por mais de 15 anos. Co-criador da Plataforma de Ensino SimulaComex e do Sistema FComex.