A Carreira do Profissional de Comex

A escolha da carreira profissional é muito importante e, geralmente, define nosso futuro. Geralmente temos que tomar essa decisão muito jovem, o que torna a escolha mais difícil. É normal que quando estejamos definindo o nosso futuro, tenhamos dúvidas sobre que profissão seguir. Pensando nisso e, como somos um blog de comércio exterior, fizemos esse conteúdo pensando em você que está avaliando se tornar um futuro profissional de comex, ou mesmo para você que quer saber mais sobre a carreira do profissional de comex.

Hoje neste conteúdo você verá:

  • Breve história do Comércio Exterior;
  • Atividades do profissional de Comércio Exterior
  • Áreas de atuação para o profissional de Comércio Exterior
  • A formação do profissional de Comércio Exterior
  • A faculdade de Comércio Exterior
  • A Carreira do Profissional de Comex: depoimento de um profissional da carreira de comex

Vamos começar! 😉

Breve história do Comércio Exterior

O comércio exterior existe há milênios. Os chineses, por exemplo, atravessavam as terras asiáticas para vender seda, enquanto os egípcios comercializavam produtos por meio do rio Nilo. Contudo, o comércio exterior como conhecemos hoje só tomou forma há poucos séculos, principalmente com o desenvolvimento industrial. 

No Brasil, o início da atividade é marcado pela chegada da corte portuguesa. Em 1808, foi publicada uma carta que concedia ao país a autonomia pelo seu próprio comércio exterior (Abertura dos Portos às Nações Amigas). Já entre 1830 e 1840 começamos a exportar café, mas foi só em 1860 que o Brasil atingiu um balanço comercial positivo. Nas décadas seguintes, café e algodão representavam os principais produtos exportados.

No passado, tal como hoje, o mercado já oscilava conforme o cenário econômico. Em 1929, por exemplo, ano em que houve a quebra da bolsa de Nova York, a exportação brasileira foi impactada, e as consequências duraram por um longo período. 

Mais à frente na linha do tempo, precisamente a partir de 1967, a exportação teve um grande avanço, na época em que o Brasil passava pelo milagre econômico. No início da década de 90, os fluxos comerciais deram forma ao Mercosul e também à Organização Mundial de Comércio (OMC).

Como vimos no post Balança Comercial de 2020, já há alguns anos nosso principal produto exportado é a soja e nosso principal parceiro comercial é a China, tanto na importação, quanto na exportação.

Atividades do profissional de Comércio Exterior

Ou seja, o que faz um profissional de comércio exterior? As atividades que o profissional de comex realiza em seu dia-a-dia dependem do setor da economia, do porte da empresa onde ele trabalha e também de seu cargo e responsabilidades. Normalmente, elas envolvem o gerenciamento de operações como:

  • Importação
  • Exportação
  • Transações cambiais
  • Despacho e legislação aduaneira
  • Prospecção e pesquisa de mercados
  • Definição de planos de ação
  • Negociação e execução de operações legais
  • Contratos
  • Logística internacional
  • Controle do fluxo de embarque e desembarque de produtos

O profissional formado no curso de Comércio Exterior pode trabalhar em indústrias, comércio, instituições financeiras e  empresas de logística, entre outras, além de ocupar cargos públicos em secretarias municipais e estaduais, ministérios e órgãos federais.

Áreas de atuação para o profissional de Comércio Exterior

Além da variedade de lugares para trabalhar, também há áreas distintas de atuação. Conheça a seguir as principais carreiras para os profissionais de comex: 

  • Analista de Comércio Exterior
  • Consultor de Comércio Exterior
  • Despachante Aduaneiro
  • Agente de cargas ou empresas de logística internacionais

Confira todas no detalhe:

Analista de Comércio Exterior

Planejar e monitorar atividades, acompanhar índices de importação e exportação, avaliar planos e oportunidades são algumas das incumbências desse profissional.

O analista de Comércio Exterior também participa da assinatura de contratos internacionais e controla o fluxo de documentos para todas as operações e sistemas aduaneiros e de câmbio. 

Consultor de Comércio Exterior

O consultor pode atuar por conta própria ou trabalhar como contratado de uma empresa. Seu papel é assessorar as organizações nas melhores práticas em negociações envolvendo mercados internacionais. 

Despachante Aduaneiro

O Despachante Aduaneiro é quem apresenta à alfândega toda a documentação exigida de acordo com a regulamentação tributária para o despacho aduaneiro de importação ou exportação. 

As operações aduaneiras no Brasil são bastante complexas e é imprescindível ter profissionais competentes para realizar o trabalho.

👉🏼 Temos aqui no blog um artigo destinado a esse profissional: Despachante Aduaneiro: o que faz esse profissional?

Agente de cargas ou empresas de logística internacionais

O agente de cargas internacionais é encarregado de todo o processo logístico, ou seja, desde o armazenamento prévio da carga até a escolha e viabilidade dos tipos de transporte. Ele também é responsável pela parte documental do embarque.

A formação do profissional de Comércio Exterior

O curso de Comércio Exterior é oferecido como técnico, bacharelado, tecnológico ou como especialização na área da Administração, na área de Gestão e Negócios. Forma profissionais capazes de mediar as relações entre compradores e vendedores de diferentes países, além de planejar e gerenciar a logística e as operações de comércio exterior.

Ao final do curso, o aluno se qualifica a compreender as técnicas e métodos de compra e venda de produtos e serviços entre empresas e governos de diferentes países. Ele também aprende a acompanhar os acontecimentos econômicos e políticos internacionais e a analisar as tendências dos mercados, identificando oportunidades, definindo logística e criando estratégias de marketing.

No mercado de trabalho, o profissional de Comércio Exterior pode atuar em empresas privadas de diversos setores que trabalham com importação e exportação. Pode também desempenhar suas funções em empresas importadoras, de logística, de câmbio e seguro, em instituições financeiras e em agências governamentais de desenvolvimento econômico

Faculdade de Comércio Exterior

O curso de Comércio Exterior apresenta uma grade de disciplinas com bastante Estatística, Negociação, Logística, Contabilidade e Legislação. Normalmente, o que chama atenção nesse tipo de formação é que o conhecimento em outro idioma, principalmente o inglês, é visto como algo necessário. Por isso, o desenvolvimento de habilidades em línguas estrangeiras também acaba sendo bem importante ao longo do curso.

A maioria das instituições exige a produção de um Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) e a realização de um estágio obrigatório. A seguir apresentamos um exemplo do conjunto de matérias que o aluno estudará durante o curso. 

  1. Direito Aplicado Aos Negócios
  2. Direito Internacional (Público e Privado)
  3. Diversidade Étnico-Cultural
  4. Economia Internacional
  5. Funções Organizacionais
  6. Gestão Aduaneira (Importação e Exportação)
  7. Gestão da Distribuição Logística
  8. Gestão das Relações Humanas
  9. Gestão de Transportes
  10. Legislação no Comércio Exterior
  11. Marketing Internacional
  12. Métodos Quantitativos Aplicados à Gestão
  13. Negociação do Comércio Exterior

Segundo as Diretrizes Curriculares Nacionais definidas pelo Ministério da Educação (MEC), o curso de Comércio Exterior segue as normas gerais dos cursos tecnológicos e está dentro do eixo de Gestão e Negócios, com carga horária mínima de 1.600 horas.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) avalia o curso de Comércio Exterior considerando as seguintes disciplinas:

  • Logística Nacional e Internacional: transportes e seguros;
  • Termos de Comércio Internacional;
  • Sistema Harmonizado e Classificação Fiscal;
  • Legislação Aduaneira: regime comum e especial;
  • Marketing Internacional;
  • Sistemas de Informação de Comércio Exterior;
  • Processos e Procedimentos de Exportação e Importação: tratamento administrativo (sistemática e órgãos anuentes), documentação e despacho;
  • Negociação Internacional e Relações Multiculturais;
  • Práticas Cambiais e Financeiras Internacionais: modalidade de pagamentos, contratos e créditos documentários;
  • Economia Internacional;
  • Instituições e Acordos Internacionais (tratados, organismos e blocos);
  • Responsabilidade Social e Ambiental;
  • Processos de Gestão Administrativa: econômico, financeiro e humano;
  • Raciocínio Lógico Quantitativo;
  • Direito Internacional;
  • Formação de Preço e Custos no Comércio Exterior: tributos, impostos, taxas e benefícios fiscais.

A Carreira do Profissional de Comex: depoimento de um profissional da carreira de comex

No vídeo abaixo, o experiente consultor e professor Milton Gato fala um pouco da sua formação acadêmica e profissional, bem como as atividades desenvolvidas por ele no mercado de Comércio Exterior e os desafios da carreira.

 

 

E ai, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

Resumo

leandro.sprenger

Empreendedor, Apaixonado por Tecnologia, Especialista em TI para Comércio Exterior e responsável pela criação de diversos sistemas de BI para Comex por mais de 12 anos. Co-criador da Plataforma de Ensino SimulaComex e do Sistema FComex.

Tenha o roteiro de elaboração da DU-E em mãos!