Exportações da cidade do Rio de Janeiro

Tanto o estado do Rio de Janeiro, como a cidade do Rio de Janeiro ocupam posições importantes eu seus respectivos ranking de exportações.

O estado do RJ em 2019 ocupou a segunda posição do Ranking dos estados que mais exportam no Brasil mas, hoje, falaremos sobre as exportações da cidade do Rio de Janeiro RJ.

As exportações do Rio de Janeiro (cidade) são muito variadas, passando por diversos setores, como, por exemplo, produtos minerais, metais comuns e suas obras, plásticos e suas obras, e muitos outros.

Vamos explorar a exportação carioca, seus principais produtos exportados, principais parceiros e mais.

Pegue o seu café e vamos dar um pulinho ali na cidade do Cristo Redentor e suas outras iguarias. ☕

>> Leia também sobre as importações da cidade Rio de Janeiro

Exportações da cidade do Rio de Janeiro: dados

Como mencionado no ranking de cidades que mais exportam no Brasil, o Rio de Janeiro ficou na segunda posição, tanto nas exportações do estado, quanto do país. Essa alta posição pode ser ilustrada pela receita da primeira metade de 2020, que chegou a US$ FOB 4.910,45 bilhões; em 2019, quando ficou em 1º lugar no ranking, totalizou US$ FOB 11.309,84 bilhões. A queda entre o ano atual e o antecessor é de -19,3%, levando em consideração o mesmo período.

Para ilustrar:

Atualmente, a belíssima Rio de Janeiro aparece negativada, com um déficit de US$ FOB -1.582,25 milhões, diferentemente do ano passado, que mostrou superávit. O tempo fechou para os cariocas, hein?!

Falando em participações, a capital aparece com 34,1% de participação nas exportações do Rio de Janeiro e 4,1% nas do país; em 2019, quando o município liderava o ranking, essa porcentagem era de 36,7% e 5%, respectivamente.

Principais produtos exportados pelo Rio de Janeiro

Chegou a hora mais aguardada pelos leitores, a de saber o que os cariocas andam exportando por aí. Com um quadro variado, nota-se que as exportações do Rio de Janeiro passam por diversos setores distintos.

Em primeiro lugar, vemos óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, com 69% de participação, um total, em valores, de US$ FOB 3,4 bilhões.  Logo após, aparecem produtos semimanufaturados de ferro ou aço não ligado, com 13% (US$ FOB 620 milhões). Em terceiro, vemos outras ligas de aço, em lingotes ou outras formas primárias; produtos semimanufaturados, de outras ligas de aço, com 4,1% (US$ FOB 202 milhões). Para ilustrar melhor, veja a imagem abaixo:

Reprodução: Comex Stat. Janeiro até julho de 2020.

Em 2019, esses três principais produtos permaneceram na mesma posição, mudando somente a sua participação. Os óleos brutos obtiveram uma receita de US$ FOB 8,2 bilhões e 73% de participação; produtos semimanufaturados, US$ FOB 1.027 bilhão e 9,1%; outras ligas de aço, US$ FOB 482 milhões e 4,3%.

Parceiros das exportações do Rio de Janeiro

Agora, falaremos das parcerias comerciais das exportações do Rio de Janeiro. Abaixo, está a lista dos cinco principais parceiros:

  1. China, 46%
  2. Estados Unidos, 21%
  3. Portugal, 4,6%
  4. Cingapura, 3,8%
  5. Espanha, 3,5%

Como de praxe, a China é o principal país destino das exportações da cidade Rio de Janeiro. Em 2020, foram exportados US$ FOB 2,3 bilhões e, em 2019, US$ FOB 5,9 bilhões. Assim como no RJ, os chineses são fortes parceiros do país inteiro, ficando em primeiro lugar na exportação no Brasil.

Em segundo lugar, aparecem os Estados Unidos, que atualmente vive uma guerra cambial com a China, com US$ FOB 1,0070 bilhão. No ano passado, também esteve em segundo no ranking, com US$ FOB 2,4 bilhões.

Portugal aparece como terceiro colocado, tendo 4,6% de participação que, convertidos em dólares, totaliza US$ FOB 227 milhões. Nem sempre os portugueses estiveram nessa posição, uma vez que, em 2019, essa colocação era ocupada pelos chilenos, enquanto os europeus estavam em 9º lugar.

Na quarta colocação, vemos Cingapura, com US$ FOB 187 milhões em exportações. O país começou a ter essa conexão com os cariocas de uns tempos para cá, pois, em 2019, sua participação era de somente o,66%.

E por fim, finalizamos o TOP 5 com a Espanha, que exportou US$ FOB 172 milhões em produtos, uma queda em comparação ao ano passado, que teve um total de US$ FOB 294 milhões.

>> Se você gosta de artigos como esse, te recomendamos a matéria importação no Brasil: principais produtos importados.

E aí, gostou deste artigo? Então, inscreva-se no nosso blog e fique por dentro das novidades de Exportação, Importação e Drawback. ?

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

Tenha o roteiro de elaboração da DU-E em mãos!