Exportações para a Malásia

A Malásia é um país que fica no continente asiático, sendo mais um parceiro comercial do Brasil. Em 2019, o país foi o 17º colocado como principal país para onde as exportações brasileiras vão. No ano de 2020, a Malásia subiu de colocação e até maio aparecia na 16ª colocação.

Exportações para a Malásia: Entenda melhor

As exportações no ano de 2019 para a Malásia superaram as expectativas de muitos economistas, tendo um crescimento de mais de 40%. Foram gerados, em valores, no ano de 2019, US$ 2,8 bilhões, valor este que no ano anterior (2018), havia sido de US$ 2 bilhões. Porém, o ano de 2020 já supera 2019 no mesmo período (janeiro a maio), o que significa que as chances de bater recordes nas exportações em 2020 são muito altas. A alta nas exportações de açúcar podem ser a explicação para esse aumento todo.

Principais produtos exportados para a Malásia

A seguir, confira os principais produtos exportados para a Malásia no ano de 2019.

Principais produtos exportados % Valor FOB US$
Minério de ferro 64 1,81 bilhão
Milho 9,3 263 milhões
Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus 8 227 milhões
Algodão 5,2 147 milhões
Açúcar 2,9 82,4 milhões
Demais produtos – Indústria Extrativa 1,1 31,4 milhões

Fonte: ComexStat

1) Minério de ferro

Os minérios de ferro foram os principais produtos exportados, a Exportação de Ferro para a Malásia, no período de Janeiro a dezembro de 2019 gerou uma receita de US$ 1,81 bilhão, tendo um crescimento de mais de 67% se for comparado ao ano de 2018. Minério de ferro representa 64% de todas as exportações para a Malásia.

Vale lembrar que Minério de Ferro também está na lista dos Principais produtos exportados pelo Brasil.

2) Milho

O milho aparece como o segundo colocado quando falamos das exportações para a Malásia, o qual gerou uma receita de US$ 263 milhões, valor este maior em 26%, se for comparado ao ano de 2018. Em 2020, o Milho aparecia até maio como o 5º principal produto exportado para a Malásia, ou seja, caiu em três colocações.

3) Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus

Garantindo a 3ª colocação em 2019, aparecem os Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus, os quais representavam 8% de todas as exportações para o país malaio, gerando uma receita de US$ 227 milhões no ano. No ano de 2020, até maio, aparecia como o segundo principal produto exportado para o país, com uma participação de 21% no total de exportação.

4) Algodão

O algodão vem na nossa 4ª colocação e gerou de janeiro a dezembro de 2019 uma receita de US$ 147 milhões, tendo uma participação de 5,2% nas exportações.

5) Açúcar

As exportações de açúcar tem tido algumas variações nos últimos anos, tanto que em 2019 aparece como o 5º principal produto exportado com uma queda de 70% em comparação ao ano de 2018. Em 2020, apresenta um aumento bastante considerável e até maio gerou em receita um total de US$ 101 milhões, enquanto em 2019 esse valor durante o ano todo havia sido de US$ 82,4 milhões.

6) Demais produtos – Indústria Extrativa

Na nossa 6ª colocação, aparecem Demais produtos – Indústria Extrativa, que são indústrias que extraem matéria-prima da natureza (vegetal, animal ou mineral) sem que ocorra alteração significativa nas suas propriedades elementares. Em 2019, gerou em receita um total de US$ 31,4 milhões, correspondendo a 1,1% das exportações.

Balança comercial Brasil x Malásia

balança comercial entre os dois países nos mostra também que houve um superávit no valor de US$ 1,56 bilhão, ou seja, foram exportados mais produtos para a Malásia do que importados do mesmo.

Confira:

Economia da Malásia

Localizada no Sudeste Asiático, a Malásia possui o território dividido em duas grandes áreas: a parte sul continental da Península da Malásia e ilhas adjacentes, e uma no norte da ilha de Bornéu. O clima do país é quente e úmido e o seu território é coberto por florestas tropicais.

O país apresentou grande desenvolvimento econômico durante a década de 1990. Esse processo foi impulsionado pela intensa industrialização, fato que proporcionou ao país um destaque no cenário mundial, sendo considerado um dos Novos Tigres Asiáticos.

A Malásia é, atualmente, a maior produtora mundial de borracha e estanho. O país é grande produtor de petróleo, gás e látex. Seus recursos naturais são explorados por empresas nacionais e japonesas. Na década de 1990, a economia se modernizou, com destaque para a indústria de componentes eletrônicos.

Todo esse desenvolvimento econômico proporcionou ao país uma elevação nos indicadores socioeconômicos. O Índice de Desenvolvimento é considerado alto: 0,744; o analfabetismo está em constante declínio e, atualmente, atinge apenas 8,1% da população. A Taxa de mortalidade infantil é de 9 óbitos a cada mil nascidos vivos. Um aspecto social negativo são as severas restrições à liberdade de organização e de manifestação.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior. 😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

Tenha o roteiro de elaboração da DU-E em mãos!