Importações de Israel: Saiba Mais

Falaremos hoje sobre um processo muito importante para o nosso país. As relações de Importações de Israel. Conheça os principais produtos importados deste país com importantes acordos comerciais com o Brasil.

O país do Oriente Médio fica às margens do Mar Mediterrâneo. Israel é um importante centro de alta tecnologia de nível mundial. Possui uma economia de mercado avançada com ainda substancial.

A economia israelense tem como ponto forte o comércio internacional e o parque tecnológico, mesmo que a agricultura seja um pilar das relações comerciais com o Brasil, como veremos a seguir.

Quer conhecer mais sobre as Importações brasileiras de Israel? Pega uma xícara de café e vem comigo! 😉

Importações de Israel: entenda

Importações de Israel: principais produtos

Segundo levantamentos realizados pelo Comex Sat, em 2020, os principais produtos importados de Israel foram:

  1. Adubos ou fertilizantes químicos
  2. Inseticidas, rodenticidas, fungicidas, herbicidas e semelhantes
  3. Compostos organo-inorgânicos, compostos heterocíclicos
  4. Fios especiais, tecidos especiais e produtos relacionados
  5. Chapas, folhas, películas tiras e lâminas, de plástico

Confira a relação completa dos produtos que o Brasil comprou em 2020 de Israel na imagem a seguir:

Importações de Israel: produtos

Percebe-se que, mesmo sendo um país extremamente voltado para a tecnologia, o setor da agricultura e o setor químico ainda são os nichos de produtos mais comercializados entre Israel e Brasil.

A notoriedade de Israel como manancial de tecnologias e de empresas de base tecnológica tem atraído o interesse de empresas multinacionais e de capital de risco, assim como fundos governamentais binacionais catalisando, desta forma, a criação de parcerias estratégicas bem sucedidas com países do mundo todo.

Balança comercial entre país israelense e Brasil

Em 2020, o valor que o Brasil gastou na compra de produtos de Israel foi de US$ 1.024,8 milhões. No ranking de importações, Israel ocupa o 38º lugar.

Só para exemplificar, até abril de 2021, o Brasil aponta um Déficit de US$ – 79,4 milhões, isso significa que foram importados mais produtos de Israel do que exportados para o país. Entretanto, o país israelense atualmente ocupa o 50º lugar no ranking de exportações.

Escrevemos um artigo sobre as Importações no Brasil, nele você vai conhecer alguns dos principais produtos importados de outros países.

Veja agora os dados completos da balança comercial de 2021 conforme imagem abaixo:

Importações de Israel: dados

Relação de Israel com outros países

Produtos manufaturados representam 80% das importações gerais israelenses. Consistem especialmente de maquinaria e equipamento de transporte e outros produtos como por exemplo, calçados, têxteis, móveis, papel e eletroeletrônicos/eletrodomésticos.

Israel concluiu Acordos de Livre Comércio com a maioria das principais economias do mundo: a União Europeia (UE), a Associação Europeia de Livre Comércio (EFTA), os Estados Unidos e com alguns outros países. 

De fato, o Brasil é o maior parceiro comercial de Israel na América Latina. As trocas bilaterais sofrem, no entanto, de grande déficit para o parceiro sul-americano, resultante da importação de produtos industrializados israelenses e da exportação de produtos agrícolas e semimanufaturados.

Confira também nosso texto sobre as Exportações para Israel.

Por fim, separamos alguns artigos que falam das importações brasileiras para outros países.

Conheça nossos outros textos sobre importações, são eles:

2021: Exportações e Importações Brasileiras 

No ano de 2021, até o mês de Novembro, o Brasil totalizou um valor corrente de negociações no comércio exterior de US$ Milhões 454.996,8. 

Sendo US$ Milhões 256.028,3 de exportações, e US$ Milhões 198.968,5. Gerando um superávit de US$ Milhões 57.059,8.

O produto mais importado no ano de 2021 foi o “Adubos ou Fertilizantes Químicos”.

Quanto ao produto mais exportado no ano foi  “Minério de Ferro e seus concentrados” conforme dados do ComexStat.

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre exportação, importação e drawback. 😉

O que você achou disso?

Clique nas estrelas

Média da classificação 4.2 / 5. Número de votos: 5

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.

🎯 Encontre Prestadores de Serviços de Comércio Exterior: Acesse o Portal de Empresas de Comex.

Nós usamos cookies e outras tecnologias semelhantes para melhorar a sua experiência em nossos serviços, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao utilizar nossos serviços, você concorda com tal monitoramento. Informamos ainda que atualizamos nossa Política de Privacidade. Conheça nosso Portal da Privacidade e veja a nossa nova Política.