Principais Produtos Exportados pelo Mato Grosso

Mato Grosso está na lista dos 10 estados que mais exportam no Brasil ocupando a 6ª colocação. No artigo de hoje, veremos quais são esses Principais Produtos Exportados pelo Mato Grosso.

Localizado na Região Centro-Oeste, o estado de Mato Grosso possui extensão territorial de 903.329,700 quilômetros quadrados, sendo o segundo maior do Brasil. De acordo com dados divulgados em 2010 pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população estadual é de 3.035.122 habitantes. Bora lá, conhecer o que o Mato Grosso exporta!

O que você vai ver hoje:

  • Lista dos Principais Produtos Exportados por Mato Grosso;
  • Economia de Mato Grosso;
  • Balança Comercial de Mato Grosso.

Vamos lá! 😉

Para ilustrar:

Fonte: ComexVis – Período de Janeiro a Outubro de 2019

Principais produtos exportados por Mato Grosso

  1. Soja mesmo triturada;
  2. Milhos em grão;
  3. Farelo e resíduos da extração de óleo de soja;
  4. Algodão em bruto;
  5. Carne bovina, congelada, fresca ou resfriada;
  6. Ouro em formas semimanufaturadas, para uso não monetário;
  7. Óleo de soja em bruto;
  8. Demais produtos semimanufaturados;
  9. Demais produtos básicos; e 
  10. Carne de frango, congelada, fresca ou resfriada.

Vem comigo e vamos entender cada um destes produtos 😉

1) Soja mesmo triturada

O Mato Grosso lidera o ranking de estados exportadores de soja no Brasil. De janeiro a julho, o embarque do estado totalizou 16,2 milhões de toneladas. O volume é 4% inferior ao exportado em igual período do ano passado. Os dados foram divulgados pela Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio (Mdic). Representa então de janeiro até o momento 46% das exportações do Mato Grosso.

2) Milho em grãos

em segundo lugar temos milho em grãos. O ministério de Indústria e Comércio divulgou os dados de exportação de milho referentes ao mês de setembro. Mato Grosso foi responsável por exportar 52,42% do total brasileiro embarcado para clientes em diversos países.

Outro fato curioso é a mudança nas posições dos maiores importadores de milho até setembro: Vietnã, Egito e Irã. Dessa forma, é esperado um volume superior ao de 2018. A nível nacional, o volume acumulado sobretudo no ano já alcança 28,91 milhões de toneladas, uma alta de 130,34% em comparação ao acumulado janeiro a Setembro de 2018.

3) Farelo e resíduos da extração de óleo de soja

É produzido a partir da moagem de flocos de soja descascada e desengordurada. O farelo de soja possui aproximadamente de 42 a 50% de proteína em peso seco. Representa então 11% das exportações do estado de Mato Grosso.

4) Algodão em bruto

Em quarto lugar aparece o algodão em bruto como um dos produtos mais exportados por Mato grosso, teve inesperadamente um aumento considerável nas exportações se comparado ao ano anterior quando representava apenas 4,1% das exportações do estado. No momento representa 7,4% das exportações.

5) Carne bovina, congelada, fresca ou resfriada

Aproximadamente um quinto (20%) de toda a carne bovina exportada pelo Brasil em 2018 saiu de Mato Grosso. Ao todo, o segmento movimentou US$ 5,413 bilhões com a exportação de carne bovina fresca, resfriada e congelada, dos quais US$ 1,119 bilhão diretamente de Mato Grosso. Em 2019 representa então 7,1% das exportações totais.

6) Ouro em formas semimanufaturadas, para uso não monetário

No mesmo período de 2018 representada 1,0% das exportações mato grossense enquanto no ano de 2019 corresponde a 1,2%, percebemos uma pequena subida em comparação ao ano anterior.

7) Óleo de soja em bruto

Assim como a exportação de soja é destaque no estado, o óleo também aparece como um dos produtos mais exportados por MT e aparece aqui representando em torno de 1,0% do total exportado pelo estado.

8) Demais produtos semimanufaturados

São produtos em parte industrializados, ou seja , que precisam passar por outras fases de processamento até chegar a sua forma final.

Corresponde a 0,80% das exportações de MT.

9) Demais produtos básicos

Demais produtos básicos aparece então na nossa nona colocação e representa em torno de 0,67% das exportações de 2019 por Mato Grosso, no ano de 2018 correspondia a 0,43%, podemos perceber um aumento na sua exportação.

10) Carne de frango, congelada, fresca ou resfriada

Na nossa décima colocação temos então carne de frango, congelada, fresca ou resfriada representando em torno de 0,44% do total das exportações.

 

Economia do Estado de Mato Grosso

A economia dessa grande unidade federativa brasileira está em constante ascensão e, em 2008, o Produto Interno Bruto (PIB) mato-grossense atingiu a marca de 42,7 bilhões de reais, correspondendo a 1,6% do PIB nacional; no âmbito regional, sua participação foi de 18,1%. A participação das atividades econômicas para o PIB de Mato Grosso é a seguinte:

  • Agropecuária: 28,1%.
  • Indústria: 16,4%.
  • Serviços: 55,5%.

A agropecuária, apesar de corresponder a 28,1% das riquezas do estado, é a principal atividade econômica, pois o setor de serviços, que contribui com 55,5%, está diretamente ligado a ela. A comercialização de produtos e a instalação de hotéis e restaurantes, entre outros segmentos do setor de serviços, são alavancadas pelo desenvolvimento agropecuário, que também deu origem a novos municípios no estado.

Várias propriedades rurais de Mato Grosso são dotadas de aparatos tecnológicos que aumentam a produtividade e reduzem os custos, consequentemente, há uma grande lucratividade. Entre os principais cultivos estão o da soja, algodão, cereais, leguminosas e oleaginosas. O estado é o maior produtor nacional de algodão, abrigando 20 municípios dos 35 maiores produtores do Brasil. Também é responsável por produzir cerca de 20% da soja nacional. Mato Grosso também detém um dos maiores rebanhos bovino do país, com destaque para o gado de corte.

Balança Comercial do estado de Mato Grosso

A Balança Comercial do estado de Mato Grosso teve então superávit de 12.555,27 milhões de janeiro até outubro de 2019, conforme dados do ComexVis. 

Note que o estado ocupa a 15ª colocação no Ranking das Importações Brasileiras.

 

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro das novidades do comércio exterior.  😉

Resumo

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex.

E-book: Guia da Declaração Única de Exportação (DU-E)