Como importar dos Estados Unidos

Os produtos americanos são desejados aqui no brasil, afinal, grandes marcas que possuem qualidade e valores justos contam com suas sedes e lojas no exterior e não chegam a vir para o Brasil por questões tributárias e alguns outros aspectos. 

Com a chegada da tecnologia, a venda dos produtos americanos tem um alto crescimento e nos meses de promoções como Black Friday e Natal, esse número aumenta mais ainda. Com essas datas festivas, o processo de importação desses produtos fica ainda mais em evidência. 

Além de ser usado para compras pessoais, a compra de produtos importados dos Estados Unidos também é um forma de renda extra para parte da população brasileira, o que utilizando produtos nacionais pode não haver a tão sonhada renda extra. 

Porém, importar produtos dos Estados Unidos não é um processo tão fácil assim e hoje queremos te explicar melhor como funciona. 

Veja o que você verá hoje:

  • Evite problemas na importação de produtos;
  • Como escolher o fornecedor;
  • Entenda as modalidades de fretes;
  • Produtos proibidos para a importação dos Estados Unidos;
  • Certificações necessárias; e
  • Produtos que necessitam de licenciamento.

Vamos lá! 

O primeiro e grande passo é escolher os Produtos que você irá comprar. A escolha dos produtos que você irá importar dos Estados Unidos, é fundamental para compreender outros passos do processo de compra, como o formato de entrega.

É importante que você defina também os produtos que virão para país baseado em 3 aspectos fundamentais: seu público, a sua capacidade de investir na compra e a facilidade de receber os produtos.

Como por exemplo, você pode ter dinheiro para investir em compras de roupas de marcas como Hollister porém o seu público no Brasil não desejar essas marcas e sim roupas mais casuais, caso isso aconteça, você poderá ficar com estoques altos e comprometendo os seus recursos. 

Logo, é melhor pensar em compras com valor e em tamanhos menores ou maiores, que pode variar de acordo com o seu objetivo. Algumas ideias de produtos que podem ser comprados sem maiores dificuldades:

  • Itens de uso pessoal como roupas, bonés, sapatos, óculos de sol;
  • Itens de maquiagem; e
  • Itens de decoração e para casa;

Portanto, analise e compreenda muito bem qual é o interesse das pessoas para as quais pretende vender e pense nas opções com melhores valores de aquisição e de revenda, pois poderá impactar no valor de revenda.

O Segundo passo para começar a importar dos estados unidos é a escolha do vendedor lá do exterior, esse é um momento importante pois é necessário fazer uma escolha certeira e garantir que o produto chegue.

Evite Problemas Na Importação De Produtos

As principais reclamações que os sites de Importação dos Estados Unidos possuem, são, em sua maioria, falando sobre tempo de demora das entregas e dificuldades de rastreio.

Porém, muitos desses problemas são causados pela falta de experiência do vendedor e para diminuir esse risco, é necessário cuidar e muito, na hora de escolher o seu vendedor. 

7 Novidades sobre o Novo Processo de Importação

É importante que o Fornecedor escolhido tenha experiência na área de vendas e, principalmente, na realização de entregas para o Brasil, através de comentários e avaliações, você pode verificar essas questões. 

É aconselhável que a modalidade de frete conte com a opção de código de rastreamento  e ela pode ser escolhida por você, pois o seu produto ainda corre a chance de ser tributado e precisará verificar onde ele está parado no Brasil que, normalmente, acontece em Curitiba. 

Como escolher o Fornecedor

Sempre considere que o seu produto pode ser taxado na alfândega, portanto, separe um valor para esse momento, sem a regularização desta taxa o seu produto não será liberado.  A taxa normalmente corresponde à 60% referente ao Imposto de Importação em cima do valor total do produto considerando o frete, além de ICMS que é em média 17%, mais a taxa dos Correios de R$ 15 reais.

Abaixo selecionamos alguns critérios que você pode realizar antes de escolher realmente o seu fornecedor. 

  1. Verifique comentários e avaliações.
  2. Verifique no Reclame Aqui.
  3. Compare preços, modalidades de fretes e variedade de produtos.
  4. Verifique questões sobre as garantias, além de como funciona o estorno dos valores em caso de extravio.
  5. Tente fazer contato com os vendedores além das plataformas centrais. Tente por e-mail contato via Whatsapp, Email e outros canais que conseguir.
  6. Descarte vendedores que não conseguir contato ou não prestarem um bom atendimento.
  7. Peça sempre fotos dos produtos comprados. Se a sua demanda for muito grande, você pode até pedir uma ligação por vídeo para ver os produtos.
  8. Em casos de grandes pedidos e/ou recorrentes, faça um contrato.

Entenda as Modalidades de Fretes

A modalidade de frete na importação dos Estados Unidos pode influenciar muito no valor final do produto, portanto, além de ter de estar dentro do seu orçamento, também influenciará no lucro final e até mesmo no preço pago pelo cliente ao adquirir de você.

Uma boa ideia é considerar empresas que forneçam o código de rastreamento do seu produto para saber onde ele está, data de chegada, ou até mesmo localizar o produto caso algum problema ocorra. 

7 Novidades sobre o Novo Processo de Importação

A modalidade mais comum, porém também a mais cara é a Frete Courier. Nessa modalidade as empresas são especializadas em entregas rápidas. Podendo realizar as entregas em até 7 dias e claro que a rapidez da entrega, impacta no valor, sendo o preço mais alto entre todas as opções. 

Quando você escolhe as empresas de Frete Courier, as mercadorias são taxadas e não adianta declarar o produtos como presente, ainda que sendo mais barato, ele será taxado como explicamos acima. 

Abaixo vamos listar com as modalidades de Importação dos Estados mais comuns que são realizadas.  

  • Priority Mail International

O mais comum é o Priority mail internacional, pois possui código de rastreamento e, algumas vezes, não é tributado e também possui um preço acessível. Uma questão de se levar em consideração, é o tempo de entrega, que costuma variar entre 20 a 40 dias.

  • First Class Mail International

Considerada também uma das modalidades mais baratas e com tempo de entrega razoável entre 30 dias, podendo levar até 60 dias, porém, essa opção não possui a opção de rastreamento.

  • DHL Global Mail

A conhecida DHL Global Mail é bastante utilizada para realizar a entrega de pacotes grandes, porém, conta com regras fazendo com que a compra seja rastreada. 

O peso mínimo para obter o rastreamento é de 2,04 Kg. Você pode optar pelo Global Mail Standard ou pelo Priority. O Tempo de entrega pode variar entre 7 até 20 dias. 

  • Fedex

O fedex é muito rápido, pode chegar em menos de 7 dias, mas cobra além do valor de entrega uma taxa alta de desembaraço da mercadoria. O Fedex conta com um sistema de rastreamento é muito eficiente.

Outras opções que você pode considerar são:

  • TNT Express
  • UPS Express
  • USPS flat rate box e Flat rate envelop
  • Airmail Economy
  • International Airmail
  • USPS Priority mail
  • USPS Express mail

Produtos proibidos para a Importação dos Estados Unidos

Existem alguns produtos nos Estados Unidos que são proibidos para a Importação. Eles normalmente são derivados mamíferos marinhos, camarões e atuns provenientes de outros países além desses produtos, é proibido a venda de:

  • Narcóticos e drogas;
  • Produtos produzidos de forma a violar os direitos de propriedade intelectual; e
  • Mercadorias que tenham relação com grupos terroristas e trabalho escravo.

Certificações Necessárias

Além de alguns produtos não poderem ser vendidos, existem alguns outros que necessitam de certificações específicas, como: lã, produtos de pele de animal e bebidas alcoólicas estão sujeitos a este tipo de barreira não-tarifária.

Outros produtos devem atender às exigências do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos e da Food and Drug Administration, que inclui: inspeções para animais vivos, plantas, inseticidas, alimentos, bebidas, drogas e cosméticos. 

Produtos que necessitam de Licenciamento

O licenciamento é exigido para os produtos como: peixes, plantas, animais, medicamentos, bebidas alcoólicas, tabaco e outros. 

Por exemplo, todas as plantas, sejam elas frutas e vegetais, animais e produtos de origem animal estão sujeitos a medidas sanitárias e fitossanitárias, e por isso passam por procedimento específico.

É importante sinalizar que cada produto possui um código de  NCM, o NCM é um código que entre outras outras coisas, sinaliza se o produto irá conter anuências ou não. Para descobrir se o produto requer ou não licença também, você pode consultar no site da Receita Federal que conta com um simulador , basta inserir as informações solicitadas no site. 

Ainda que o processo pareça confuso e cheio de detalhes, é importante você saber que existem profissionais especializados nos processos de Importação. O Despachante Aduaneiro, irá ajudar você em toda  a parte burocrática e inclusive, nessas questões de licenciamento, Classificação fiscal de Mercadoria e outros aspectos bem específicos. 

E aí, gostou do conteúdo de hoje? Se inscreve no nosso blog para ficar por dentro dos assuntos de Comércio Exterior.