Comércio Exterior: Conceitos Básicos

A área de comércio exterior possui várias terminologias bem peculiares.

Há um certo tempo, nós fizemos um artigo falando sobre o mercado de trabalho do Comex, faixa salarial e outros aspectos da profissão confira.

Hoje você verá aqui neste artigo:

  • Comércio Exterior Definição;
  • Análise de Mercado e Questões Culturais;
  • Termos específicos da área;
  • Modais de Transporte;
  • Sistemas Utilizados na área.

Comércio Exterior o que é

Comércio exterior é a troca de produtos ou serviços entre um país e outro. Quando falando de Compra de produtos, é a Importação e quando falamos em vendas de produtos, é a exportação, cada um deles, engloba uma série de procedimentos necessários para a sua execução.

O Comércio Exterior, aplicado carinhosamente como Comex, compreende vários termos, regras e normas nacionais das transações.

Estas regras são de âmbitos nacionais, criadas para disciplinar  e orientar tudo o que diz respeito a entrada no país de mercadorias procedentes do exterior, no caso quando existe uma importação e a saída de mercadorias do território nacional, quando é uma exportação. Estas regras refletem diretamente em questões como:

  • Tributária;
  • Comercial;
  • Financeira;
  • Administrativa, e por fim;
  • Aduaneira.

A profissão inclui conhecimentos e partes burocráticas que envolvem:

  • Logística;
  • Trâmites de pagamento e de conversão das moedas;
  • Regularização de toda a documentação necessária; e
  • Garantia do cumprimento das leis são ofícios do Comércio Exterior.

O Resultado gerado pela área de comex, impacta diretamente no PIB que é o Produto Interno Bruto que se dá devido a variação da Balança Comercial – Calma, abaixo explico o que são esses termos.

PIB é a soma de todos os bens e serviços finais de um país em valores monetários em um determinado período, portanto o seu maior objetivo é avaliar a atividade econômica de determinada região e seu nível de riqueza. Aqui no Brasil, o PIB é calculado pelo IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

Alguns termos do Comércio Exterior

  • A Balança Comercial representa as transações comerciais com o exterior. Ela é calculada de acordo com a diferença entre as exportações e importações;
  • Superávit: Quando as exportações são maiores que as importações, dizemos que a Balança está positiva, gerando um Superávit. Tal condição é excelente para o país, uma vez que significa que o produto nacional está sendo bem vendido lá fora;
  • Déficit: Se as importações forem maiores que as exportações, a Balança se torna negativa e gera um déficit na Economia, pois significa que o país está comprando mais do que está vendendo;
  • IMPORTAÇÃO: entrada de mercadorias e saída de dívidas do país;
7 Novidades do Novo Processo de Importação
  • EXPORTAÇÃO: saída de mercadorias e entrada de divisas no país;
  • DIVISAS: moeda conversível no âmbito internacional (Dólar e Euro);
  • AD Valorem: Taxa de seguro cobrada sobre tarifas de frete ou alfandegárias proporcionais ao valor dos produtos da operação (nota fiscal);
  • ELQ: Economic Logistic Quantity (Quantidade Logística Econômica). Quantidade que minimiza o custo logístico;
  • Flatbed: Se trata de uma cama de Flat Rack. O transporte de cargas Breakbulk, em alguns casos, também pode ser feitos em navios de contêiner.
  • Packing List (Romaneio): Relação de mercadorias ou volumes;
  • RO-RO: RO-RO é toda carga autopropelida ou rebocável seja sobre esteiras ou pneus e transportada por navios especializados. O ponto forte deste serviço é a versatilidade, pois além das cargas rolantes, pode-se transportar uma vasta gama de cargas estáticas;
  • Bulk Cargo – Carga à granel, ou seja, sem embalagem;
  • Bulk Carrier – Navio graneleiro, ou seja, próprio para o transporte de cargas à granel;

Existem muitos outros termos que fazem parte da área e esses são alguns que consideramos como principais.

Modalidades de Transporte

Dentro de Comex, existem modalidades exclusivas de transportes, como a Aquaviária, conhecida também por Hidroviária, que utiliza a água para o transporte. Ele ainda pode ser categorizado como:

  • Marítimo: Quando acontece sobre mares e oceanos, onde se utilizam navios para o transporte de cargas.
  • Fluvial: Transporte que utiliza os rios para o transporte, geralmente feitos através de barcos;
  • Lacustre que é quando o transporte é feito através de lagos e lagoas.

Ainda existe o modal Rodoviário que é responsável por 75% da distribuição de cargas, este modal, normalmente transporta insumos e mercadorias industrializadas. Este é o modal que mais cresce desde a década de 50, por meio de caminhões e carretas pelas estradas do país.

Já o modal Ferroviário é indicado para  transportar cargas com volumes muito grandes e que precisam ser deslocados por longos trajetos. Normalmente, é combinado com outros modais, como por exemplo o rodoviário por causa da pouca flexibilidade de local já que o carregamento chega a um local fixo. Este modal é usado para mercadorias pesadas, como minério de ferro, siderúrgicos e agrícolas.

E claro, temos ainda o modal Aéreo. Ele busca cobrir longas distâncias, em territórios nacional e internacional, de forma ágil e rápida. Ainda que o modal tenha limites para volume, tamanho e quantidade de material transportado, ele é indicado para o carregamento de eletrônicos e outras mercadorias frágeis.

Sistemas de Comex

No Brasil existem alguns sistemas responsáveis por controlar e administrar as atividades referentes ao comércio exterior, como o Siscoserv e o Siscomex.

Siscoserv é o Sistema Integrado de Comércio Exterior de Serviços, Intangíveis e Outras Operações que Produzam Variações no Patrimônio. Já Exportações e Importações de Serviços são registradas no sistema Siscoserv.

Já Siscomex é Sistema Integrado de Comércio Exterior, uma ferramenta administrativa que inclui as atividades de registro, acompanhamento e controle das operações de Comércio Exterior. Com a chegada dele, foi possível inovar as operações, informatizando os controles existentes que antes eram feitos com uso de papel, carimbos e assinaturas. O Siscomex é responsável por controlar toda a negociação de mercadorias e bens com o exterior e você irá utilizar e muito esses dois sistemas, porém irá perceber que é a profissão conta com procedimentos e documentações extremamente burocráticas mas já existem sistemas que auxiliam e facilitam a geração dos mesmos.

7 Novidades do Novo Processo de Importação

Atualmente o Siscomex passa por uma grande reestruturação. Muitos Sistemas da Família Siscomex já foram ou estão sendo reestruturados e inseridos no Portal Único de Comércio Exterior, visando a criação de um fluxo único de comex.

 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre a profissão e conhece melhor os conceitos da área, se inscreve aqui no nosso blog e receba nossos conteúdos diretamente no seu e-mail.

 

leandro.sprenger

Empreendedor, Apaixonado por Tecnologia, Especialista em TI para Comércio Exterior e responsável pela criação de diversos sistemas de BI para Comex por mais de 12 anos. Co-criador da Plataforma de Ensino SimulaComex e do Sistema FComex.

Solicite uma Apresentação do Sistema de Elaboração de DU-E da Fazcomex