Exportação no Brasil: Quais os principais produtos exportados?

A exportação é uma das principais operações econômicas de um país, por meio dela é possível compreender a situação econômica. Os dados estatísticos de Comércio Exterior, são gerados através de informações do Siscomex e divulgados pelo MDIC (SECINT).

Fique conosco para saber quais são os produtos que o Brasil exporta atualmente. 😉

O que você irá ver hoje:

  • Principais Produtos Exportados pelo Brasil em 2019; 
  • Produtos exportados por Estados Brasileiros;
  • O que é a Exportação;
  • Como Funciona a Exportação no Brasil;
  • Novo Processo de Exportação;
  • Os principais destinos das exportações do Brasil.

Vamos lá! 

Principais produtos exportados pelo Brasil

Veja abaixo quais são os 10 produtos mais exportados pelo Brasil em 2019, segundo informações do ComexStat.

  1. Soja
  2. Petróleo
  3. Minério de ferro
  4. Celulose
  5. Milho
  6. Carne de bovino
  7. Carne de frango
  8. Demais produtos manufaturados
  9. Farelo de Soja
  10. Café

Os dados foram atualizados conforme dados do ComexStat no período de Janeiro a Dezembro de 2019. 

A exportação no Brasil começou 2019 a todo vapor, só em janeiro, o país exportou o valor de US$ 18,579 bilhões.

Com um crescimento registrado de 9,1% nas exportações realizadas no Brasil,  esse é um dos melhores resultados das Exportações Brasileiras, de acordo com dados do Ministério da Economia.

Mas, se você acha que a Exportação no Brasil, é movimentada apenas pelo café, você se engana. Atualmente, o Café é o 10º Produto do Ranking das Exportações Brasileiras.  A pauta de produtos brasileiros exportados é ampla.

Abaixo separamos os 10 produtos brasileiros mais exportados, segundo o MDIC, Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços. 

Confira a lista das exportações brasileiras:

1) Soja

A Soja conta com uma participação de 12% no total de exportações realizadas pelo Brasil entre janeiro e dezembro de 2019. O Brasil é o segundo maior produtor de soja do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O grão é cultivado e exportador pelo Brasil e até Dezembro, exportamos aproximadamente US$ 26 Bilhões. Saiba como é a exportação de granel no Portal Siscomex. 79% do total de nossas exportações de Soja teve como principal destino a China. O Estado que mais exportou Soja foi o Mato Grosso. 

2) Petróleo

Em segundo lugar fica o petróleo entre os itens mais exportados pelo Brasil. Ele gerou uma receita de US$ 24 bilhões, até Dezembro de 2019. O principal destino das exportações de “Óleos brutos de petróleo” é a China com 64%, seguido por Estados Unidos com 13%. Rio de Janeiro foi o estado que mais exportou Petróleo neste período. 

3) Minério de ferro

O item que garante a terceira posição na lista é o Minério de ferro e seus concentrados, o qual exportamos principalmente para a China. A Exportação de Ferro, no período de Janeiro a dezembro de 2019 gerou uma receita de US$ 22,18 bilhões, isso representa 9,9% do total de exportações brasileiras. A exportação de Minérios de ferro teve um crescimento de 9,7% em relação ao mesmo período de 2018.

4) Celulose

Celulose ocupa a 4ª posição no Ranking das Exportações Brasileiras, este ano o Brasil já exportou US$ 7,49 Bilhões deste item. Mato Grosso do Sul é o estado brasileiro que mais contribuiu para este resultado. 

5) Milho

O milho em grãos gerou uma receita de US$ 7,34 Bilhões em exportações no Brasil, até Dezembro deste ano. A participação do item nas exportações brasileiras foi, equivalente ao total de 3,3%. Os destinos das exportações de Milho em Grãos é bem variada, tendo: Japão com 16%, Irã com 14% e Vietnã com 9,1%.

6) Carne bovina

A exportação Brasileira de Carne Bovina aparece na 6º posição da lista dos produtos mais exportados. Portanto, finalizou 2019 ganhando mais uma posição no Ranking de Produtos Mais Exportados pelo Brasil. 

A exportação brasileira de Carne de bovino congelada, fresca ou refrigerada representou um total de 2,9%, até Dezembro de 2019, sendo equivalente a US$ 6,49 Bilhões. Os principais destinos das exportações de Carne de bovino foram: China e Hong Kong, com 41% e 11% respectivamente, mas os destinos são bem variados.

 7) Carne de frango

Com participação de 2,8% nas exportações realizadas no Brasil, a carne de frango aparece na lista dos Produtos Mais Exportados pelo Brasil. Este item gerou uma receita de US$ 6,33 Bilhões ao Brasil até agora. O destino das exportações brasileiras de Carne de Frango são: China, Japão, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, entre outros.

8) Demais produtos manufaturados

Demais produtos manufaturados ocupa a 8ª colocação no Ranking nas Exportações Brasileiras. E representação US$ 5,92 Bilhões no período de Janeiro a Dezembro de 2019.

9) Farelo de soja

O Farelo da Soja também é um produto bastante exportado pelo Brasil. Ele gerou uma receita de aproximadamente US$ 5,83 bilhões até Dezembro de 2019. Representando o total de 2,6% das exportações no Brasil. O Mato Grosso é o estado brasileiro que mais exportou farelo e resíduos da extração de óleo de soja.

10) Café

O Café ocupa a 10ª posição dos Produtos mais exportados pelo Brasil. O estado de Minas Gerais é o maior exportador de café do país. Os principais destinos da exportação de Café são: Estados Unidos, Alemanha, Itália e Japão.

Bom, essa foi a pauta de exportação brasileira, abaixo confira os principais destinos destas vendas para o exterior.

Exportações Brasileiras em 2019

De Janeiro a Dezembro de 2019 o Brasil exportou US$ 225,383 Bilhões e importou US$ 177,347 Bilhões gerando assim um Superávit de US$ 48,035 Bilhões na Balança Comercial Brasileira, conforme dados do ComexStat.

 

Principais produtos exportados pelo Brasil em 2020

Em 2020, nos quatro primeiros meses, o Brasil passou por uma queda de 4,4% nas exportações, com relação ao mesmo período do ano anterior, embora que tenha finalizado o quarto mês com saldo positivo, totalizando US$ 11.800,7 milhões, resultando em superávit. 

Sobre os principais produtos exportados, em suma, a soja, petróleo e minério de ferro mantiveram-se em inércia nas colocações, ficando em, respectivamente, primeiro, segundo e terceiro lugar novamente — embora haja uma oscilação de percentuais. Já os demais, como celulose, milho, carne bovina e o restante, passaram por alterações. A virada de década abriu portas para novos produtos no ranking, como óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos e açúcares e melaços. Abaixo, conferimos como está o ranking dos produtos exportados em 2020:

  1. Soja
  2. Óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos, crus
  3. Minério de ferro e seus concentrados
  4. Óleos combustíveis de petróleo ou de minerais betuminosos
  5. Carne bovina fresca, refrigerada ou congelada
  6. Celulose
  7. Carnes de aves e suas miudezas comestíveis, frescas, refrigeradas ou congeladas
  8. Farelos de soja e outros alimentos para animais (excluídos cereais não moídos), farinhas de carnes e outros animais
  9. Demais produtos – Indústria da Transformação
  10. Açúcares e melaços

Bom, essa foi a pauta de exportação brasileira, abaixo confira os principais destinos destas vendas para o exterior.

 

Os principais destinos das exportações do Brasil

Saiba para onde o Brasil exporta. Conforme dados do ComexStat, no período de Janeiro a Dezembro de 2019, veja os principais parceiros comerciais do Brasil:

Destinos de Exportação Valor Fob
1 China US$ 63,4 Bilhões
2 Estados Unidos US$ 29,7 Bilhões
3 Países Baixos US$ 10,1 Bilhões
4 Argentina US$ 9,8 Bilhões
5 Japão US$ 5,4 Bilhões
6 Chile US$ 5,2 Bilhões
7 México US$ 4,9 Bilhões
8 Alemanha US$ 4,7 Bilhões
9 Espanha US$ 4 Bilhões
10 Coreia do Sul US$ 3,4 Bilhões

Estes foram os países que mais compram do Brasil.

Para exemplificar, veja o Gráfico do Top 10 Destinos das Exportações Brasileiras:

Quanto o Brasil exporta por ano?

Confira abaixo o histórico das exportações brasileiras por ano. Veja o que o Brasil exportou por ano desde 2014 até 2019.

Ano Valor exportado US$
2014 225 Bilhões
2015 191 Bilhões
2016 185,2 Bilhões
2017 217,7 Bilhões
2018 239,3 Bilhões
2019 225,4 Bilhões

O que é exportação?

Exportação é um termo que possui origem Latim Exportatio e representa a ação e efeito de exportar que representa a venda de mercadorias para outro país.

Ou seja, a exportação é referente ao tráfego de mercadoria e serviço que sai de uma país com destino à outro. Os formatos de como realizar as exportações são realizados pelas legislações do país emissor, que é o qual está exportando.

Sendo assim, a exportação é a atividade de venda, envio de produtos, bens e serviços de um determinado de um país para outro. Ela significa a saída de um item ou serviço nacional com destino a outro país. A Exportação no Brasil conta o órgão legislador MDIC, que é Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços.

Como funciona a exportação no Brasil?

Recentemente, o Governo Federal lançou uma série de mudanças do Novo Processo de Exportação. Este processo trouxe mais agilidade nos processos oportunizando que a exportação no brasil, tenha mais rapidez nos processos.

O Brasil é conhecido como um país que possui relativa burocracia nos processos de exportações do país. Antigamente o tempo médio de exportação era de 13 dias e com este novo Processo de Exportação adotado no Brasil, ele passou para 8 dias.

👉🏼 Confira também nosso artigo Sobre Os Principais Produtos Importados pelo Brasil

Novo Processo de Exportação: o que é?

O Novo Processo de Exportação é baseado na Declaração Única de Exportação (DU-E), conhecida, pelos profissionais de Comex como DU-E, processo esse que viabiliza as diversas exportações no Brasil. A DU-E é registrada no Portal Siscomex e integrada com a Nota fiscal de exportação.

Hoje as exportações pelo Brasil, são realizadas por meio da DU-E e consiste na prestação pelo declarante ou seu representante das informações necessárias ao controle da operação de exportação, de acordo com:

  1. A forma de exportação escolhida pelo exportador;
  2. Os bens integrantes da DU-E; e
  3. As circunstâncias da operação.

Nas hipóteses de exportação com base em nota fiscal em papel ou sem nota fiscal, todos os dados necessários à elaboração da DU-E deverão ser fornecidos pelo declarante.

A DU-E é formada por uma parte comum, que conta com informações que servem a todos os seus itens e informações específicas de cada item e NCM. Os dados que são exigidos para o preenchimento da DU-E são semelhantes aos requeridos no RE – Registro de Exportação, na Declaração de Exportação e na DSE – Declaração Simplificada de Exportação.

Incentivos à Exportação

O Regime Aduaneiro Especial de Drawback é considerado, um incentivo fiscal à exportação. O regime consiste na suspensão ou eliminação de tributos incidentes sobre a aquisição de insumos utilizados na produção de bens a serem exportados.

 

Produtos exportados por Estados Brasileiros

Levantamos também os principais produtos exportados pelos estados brasileiros. Descubra quais são produtos mais importantes para cada estado do Brasil. Bem como, descubra a Balança Comercial de cada estado em 2019. Confira a lista completa:

  1. Principais Produtos Exportados por São Paulo
  2. Principais Produtos Exportados pelo Rio de Janeiro
  3. Principais Produtos Exportados por Minas Gerais
  4. Principais Produtos Exportados pelo Rio Grande do Sul
  5. Principais Produtos Exportados pelo Pará
  6. Principais Produtos Exportados por Mato Grosso
  7. Principais Produtos Exportados pelo Paraná
  8. Principais Produtos Exportados pelo Espírito Santo
  9. Principais Produtos Exportados por Santa Catarina
  10. Principais Produtos Exportados pela Bahia

 

Confira o Ranking dos Estados que mais exportam no Brasil. E que tal conhecer também as Cidades Brasileiras que mais exportam?

E aí, gostou deste artigo? Então se inscreva no nosso blog e fique por dentro de mais notícias sobre comércio exterior. 😉

Resumo

Qual o principal produto de exportação do Brasil?

A Soja é o principal produto exportado pelo Brasil. Em 2019, a soja representou 12% no total de exportações realizadas.

Sinara Bueno

Despachante Aduaneira, formada em Comércio Exterior e empreendedora. Apaixonada por criar e inovar no Comex! Trabalhou na área de importação e exportação de indústrias, consultorias de comércio exterior e, nos últimos anos, tem se dedicado aos sistemas para comex. É co-founder da Fazcomex Tecnologia para comércio exterior.